O que o futuro espera de nós

Na Monsanto, queremos quem acredita que faz a diferença

São Paulo – Em 2050, teremos aproximadamente 9,5 bilhões de pessoas no nosso planeta. Isso significa que teremos 50% a mais de pessoas à mesa, com uma perspectiva de consumo de alimentos que deve ser o dobro do que temos hoje.

Ao mesmo tempo, todos entendemos o quão importante é poupar os recursos de que dispomos, para o bem de nosso planeta e para as gerações futuras. Hoje, a produção de alimentos já é responsável por 70% de toda a água potável consumida, dando somente um exemplo dos desafios que temos à nossa frente.

Na Monsanto, acreditamos que a nossa missão é a de ajudar agricultores em todo o mundo a produzir mais e conservar mais. Acreditamos que é possível alimentar uma população crescente ao mesmo tempo em que conservamos cada vez mais os recursos de nosso planeta.

Para isso, buscamos sonhadores. Pessoas que acreditem fazer a diferença no mundo. E, além disso, buscamos gente que aprecie duas coisas: relacionamentos e mudanças.

Somos uma empresa de tecnologia na agricultura. Assim, nosso sucesso é consequência de nossa capacidade de identificar necessidades dos agricultores e de desenvolver novidades em sementes e biotecnologia que possam supri-las.

Nosso grande diferencial competitivo está em como conectar todos os pontos, desde a pesquisa genética básica até o agricultor, de forma rápida e eficiente. Para tal, é fundamental termos pessoas que compreendam o valor do trabalho em redes e o benefício da colaboração entre as diversas áreas da empresa e também com clientes, fornecedores, comunidade e academia etc.

Vivemos no meio agrícola, que está sujeito a oscilações de todo tipo, desde ciclos climáticos a variações súbitas de preços, que impactam nossos clientes. Portanto, nosso negócio está sujeito a mudanças rápidas e constantes.

Empresas são organismos vivos e, como tal, evoluem conforme as demandas do ambiente em que vivem. Nesse cenário, nosso pessoal não somente deve se adaptar, mas criar as mudanças que acreditem ser necessárias. Gandhi já dizia: “Seja a mudança que quer ver no mundo”.

André Dias é presidente da Monsanto do Brasil