O economista Raj Rani age como detetive de talentos

O economista Raj Rani foi contratado há dois meses pela Next, empresa nova do grupo Box 1824, para encontrar o jovem que as companhias não conseguem recrutar

São Paulo – Quando o assunto é a contratação de jovens profissionais, as empresas continuam perdidas. Os empregadores têm dificuldade para encontrá-los, alinhar suas expectativas de carreira e mantê-los na companhia.

Ciente dessa realidade, a Box 1824, agência especializada em pesquisa com jovens, de São Paulo, criou há pouco mais de um ano uma nova empresa, a Next, e há dois meses nomeou para chefiá-la o economista colombiano Raj Rani, de 34 anos.

A missão do executivo, filho de pai indiano e mãe colombiana, é visitar as melhores universidades do país, muitas vezes disfarçado, e descobrir os jovens que as companhias não conseguem encontrar por meio de seus programas de trainee — processos seletivos que chegam a ter 20.000 inscritos e ainda assim não satisfazem às exigências das empresas.

O primeiro cliente da Next foi a Ambev, depois vieram Itaú, Fiat, Unilever, Votorantim. Duzentos profissionais já foram contratados. Para entrar no radar de Raj, o jovem precisa ter perfil de empreendedor e, de preferência, aversão a crachá. “Busco histórias de vida que vão além da academia”, diz Raj.