Presidente da Nike deixa a empresa 13 meses após tomar posse

William Perez será sucedido por Mark Parker, um veterano com 27 anos de atuação na companhia

Apenas 13 meses após ser nomeado presidente mundial da Nike, William Perez anunciou nesta segunda-feira (23/1) seu pedido de demissão. Em comunicado à imprensa, a companhia atribuiu a decisão às divergências entre Perez e Philip Knight, presidente do conselho de administração e fundador da Nike. “A sucessão, em qualquer empresa, é sempre desafiadora e, infelizmente, as expectativas que Bill [Perez] e eu tínhamos quando ele ingressou na companhia não se desenrolaram como esperávamos”, afirma Knight no comunicado.

Perez será substituído por Mark Parker, um veterano com 27 anos de atuação na Nike. Ao justificar a escolha, Knight citou a participação de Parker no desenvolvimento de diversas inovações importantes para a expansão da empresa e sua capacidade de planejamento estratégico. “Parker é a pessoa certa para conduzir nossos negócios”, afirma o fundador da companhia.

De acordo com o americano The Wall Street Journal, as divergências entre Perez e Knight são o único motivo que explica as mudanças na direção, já que o resultado financeiro da gestão de Perez era positivo. Sob seu comando, o lucro líquido da empresa no exercício fiscal encerrado em maio de 2005 cresceu 28%, para 1,21 bilhão de dólares. O faturamento subiu 12%, de 12,25 bilhões para 13,74 bilhões. Segundo o jornal, Perez estava tomando decisões numa velocidade mais rápida que a desejada por Knight, que sentiu sua liderança ameaçada.