Mercado quer profissional de TI que entenda de negócios

São Paulo – Já se foi o tempo em que os especialistas em sistemas de informação ou computação trabalhavam isolados nas áreas de tecnologia das empresas e apenas resolviam os problemas tecnológicos dos outros setores.

“Hoje, o profissional de TI está mais próximo da área de negócios”, diz Henrique Gamba, especializado em recrutamento para TI da Hays. Para que o profissional tenha mais noção de administração, o bacharelado em sistemas de informação ou ciências da computação é cada vez mais valorizado.

“No bacharelado, o candidato aprende detalhes do processo administrativo, coisas além do ‘tecniquês’. Ele acaba tendo uma visão mais estratégica”, explica Gamba. Com esse conhecimento, o bacharel acaba se tornando uma importante ponte entre a área de negócios (compreende as demandas) e de TI (traz ofertas): “Ele atua como um tradutor”, complementa o especialista.

A área tende a ser mais requisitada conforme o setor de TI cresce nas empresas e oferece mais empregos. Esse profissional agora pode ser mais proativo: ele alavanca os negócios, não apenas ajuda em soluções de tecnologia.

Além disso, há diversos setores que um profissional com bacharel em sistemas de informação pode trabalhar. “Nós buscamos esse bacharel para trabalhar em arquitetura de sistemas, administração, programação – não é um profissional que se limita”, diz Gamba. Para o especialista, o diploma da graduação pode até ser mais demorado que uma formação técnica, mas traz algumas vantagens importantes.