Mercado pet carece de veterinários especializados

Pesquisa revela que apenas 30% dos profissionais têm especialização no Brasil

Apesar do crescimento do mercado de saúde pet, com avanço de novas tecnologias e medicamentos, o surgimento de clínicas veterinárias de ponta e os planos de saúde para animais, a maioria dos veterinários brasileiros ainda é clínico-geral.

De acordo com um levantamento inédito da Zoetis, farmacêutica voltada para saúde animal, apenas 28,8% dos veterinários brasileiros de animais de companhia têm algum tipo de especialização. A pesquisa, realizada com 400 profissionais de todo o país, mapeou os profissionais por região e por especialidades: 8% é de dermatologistas, 2,3% de ortopedistas, 1% de oncologistas e 0,5% de cardiologistas, por exemplo (veja quadro abaixo). 

“O mercado pet carece de especialistas. Embora eles ainda sejam poucos, percebo que o avanço do mercado tem feito os veterinários se especializarem cada vez mais”, diz Carla Berl, diretora da Pet Care, rede de hospitais veterinários de São Paulo. 

Você confere reportagem completa sobre o crescimento do mercado de saúde pet e as oportunidades de trabalho na edição de dezembro da VOCÊ S/A.