Meg Whitman, nova CEO da HP, receberá salário anual de US$ 1

Em 2012, contudo, executiva pode ganhar até 6 milhões de dólares em remuneração variável

São Paulo – Para comandar a 11ª maior empresa do mundo, segundo ranking da revista Fortune, a executiva Meg Whitman deve receber salário de 1 dólar por ano, segundo documento divulgado pela companhia na última quinta-feira.

Mas, calma. Esse não é mais um caso de injustiça salarial entre os gêneros. A ex-CEO do eBay deve receber, fora o 1 dólar de salário fixo, mais 2,4 milhões de dólares em bônus. Valor que pode subir para 6 milhões de dólares, caso a companhia tenha uma performance extraordinária.

Além disso, a executiva deve receber 1,9 milhão de ações da HP. Mas com um porém: para ter direito a esse montante, a executiva precisa permanecer na companhia por, pelo menos, três anos.

Com isso, Meg entra para um seleto grupo de executivos que recebem apenas 1 dólar de salário fixo por ano, como Larry Ellison, da Oracle, e Steve Jobs, antes de se despedir da liderança da Apple.

Por outro lado, agora, a HP parece ter uma estratégia bastante clara para pressionar, ou melhor, incentivar a nova CEO a apresentar bons resultados. Com essa política, para ter mais dinheiro no bolso, Meg precisará cumprir (ou superar) todas as metas.

Sob a batuta de Léo Apotheker, as ações da HP caíram 40%.

A HP confirmou a contratação de Meg no último dia 22. Com isso, a empresa se torna a maior companhia liderada por uma mulher no mundo.