KASUTOSI TAKATA

32 anos <br> Natural de Guarulhos (SP) <br> Gerente-geral da área internacional do Banco Itaú

Os gestos comedidos, os modos discretos e a fala pausada de Kasutosi Takata não deixam nenhuma dúvida quanto à sua origem. Takata é filho de japoneses e, apesar de ter nascido no Brasil, viveu no Japão até os 8 anos de idade – quando se mudou com a família para São Paulo. Disciplinado, perseverante e cheio de disposição para aprender, ele começou a trabalhar cedo, aos 18 anos, como programador de sistemas de uma multinacional. Desde então, graças à mistura bem dosada de sólidas competências técnicas, qualidades individuais e, sobretudo, capacidade de gerar resultados, ele nunca ficou mais de um ano e meio sem receber uma promoção. Sua primeira experiência na área administrativa surgiu numa grande empresa de engenharia, quando tinha apenas 24 anos. Durante sua gestão como gerente de projetos, a produtividade do departamento aumentou cerca de 50%. Seu perfil e seu desempenho chamaram a atenção de um de seus maiores clientes, o ABN Amro, que lhe fez uma proposta para trabalhar como gerente de sistemas. Quatro anos (e algumas promoções) mais tarde, Takata se tornou diretor adjunto de e-business do banco. Sua missão: desenvolver, implementar e disseminar os negócios eletrônicos em todas as áreas. Feito isso, fechou-se um ciclo em sua carreira. “Achei que estava na hora de me envolver mais nos aspectos estratégicos do negócio” , diz ele. “Ou seja, colocar em prática tudo que aprendi no curso de MBA da USP.” Takata, como sempre, foi atrás do que queria. E, como de costume, conseguiu. Há menos de um mês, tornou-se o novo gerente-geral da área internacional do Banco Itaú.