Jornalista acusa José Luiz Datena de assédio sexual

O apresentador teria dito, entre outras coisas, que a jornalista não precisava emagrecer porque já era “gostosa”. Datena nega as acusações

São Paulo – A jornalista Bruna Drews denunciou ao Ministério Público de São Paulo o apresentador José Luiz Datena por assédio sexual.

Segundo reportagem publicada pelo site UOL, o assédio teria sido cometido no dia 7 de junho do ano passado, mas ela decidiu representar criminalmente contra ele agora porque depois daquele dia passou por uma crise de depressão e de pânico.

O apresentador nega as acusações. O Ministério Público vai decidir se vai abrir inquérito policial ou se vai pedir a abertura de processo na Justiça. A jornalista também está movendo uma ação trabalhista contra a Band, acusando a emissora de ter sido conivente com a conduta imprópria do apresentador. Ela está de licença médica desde julho.

A emissora informou ao UOL que a ação trabalhista corre em segredo de Justiça a pedido de Bruna e que, portanto, não vai se manifestar sobre o caso.
Segundo a jornalista, que é repórter do programa Brasil Urgente comandado por Datena, o apresentador teria dito que ela era não precisava emagrecer porque já era “gostosa”.

Segundo a jornalista denuncia, Datena também teria afirmado nessa mesma ocasião que, por diversas vezes, se masturbou pensando nela. Datena teria dito, segundo a jornalista, que era um desperdício que ela namorasse uma mulher. As acusações de Bruna são “mentira, calúnia e delírio”, segundo Datena disse ao UOL.
Bruna afirma ainda que era comum se sentir constrangida pelo apresentador do Brasil Urgente e que era constantemente chamada de “lanchinho da Datena”.

Na tarde hoje, a jornalista confirmou as informações publicadas em entrevista ao programa Fofocalizando do SBT. Ela também publicou uma mensagem em seu perfil do Instagram que está com a consciência limpa: