Haja folego!

Dizem os especialistas que em tempos de crise o melhor a fazer é continuar investindo na formação profissional.
Se você pretende seguir à risca a recomendação e cogita um MBA nos Estados Unidos, prepare-se. A corrida para garantir uma vaga lá fora em 2002 promete ser ainda mais acirrada. O processo de seleção está na fase inicial, mas as escolas americanas falam num aumento considerável de candidatos em relação a 2001. Um bom indicativo disso é o acréscimo no número dos que já fizeram o GMAT: 19% a mais de americanos e 26% a mais de estrangeiros.