Há erros de português nos textos de Bolsonaro e de Sérgio Moro? Descubra

Professor Diogo Arrais analisa textos publicados por Jair Bolsonaro e Sérgio Moro. Confira na dica de português desta semana

No dia 1º de novembro de 2018, o eleito Presidente da República Jair Bolsonaro registrou no Twitter:

                “O juiz federal Sérgio Moro aceitou nosso convite para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Sua agenda anti-corrupção, anti-crime organizado, bem como respeito à Constituição e às leis será o nosso norte!”

Mensagem direta

            Em nossa Língua, o termo “norte” remete a : região ou ponto situado ao norte em relação ao equador ou a ponto, área etc. tomados como referência; em sentido figurado, “direção, orientação”. Nesse último sentido, foi escrita a mensagem.

            De acordo com a Ortografia, quando os nomes dos pontos cardeais designarem região (empregados absolutamente), deverá ser feito o uso da inicial maiúscula: o Norte, o Sul, o Nordeste, o Centro-Oeste, o Sudeste. Quando  não designarem  a região, serão nomes comuns e farão o uso da inicial minúscula: “corri a região de norte a sul”, “de leste a oeste”, por exemplo.

            Além disso, destaco as palavras não hifenizadas ANTICORRUPÇÃO e ANTICRIME, uma vez que o hífen só deveria existir se a última letra do prefixo fosse idêntica à primeira do 2º elemento, como “anti-inflamatório”, ou se o 2º elemento fosse iniciado por H: “anti-hemorrágico”.

            Vejamos, agora, trecho da nota oficial do eminente Juiz Sérgio Moro, em que o hífen, corretamente, não foi usado:

            “No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão.”

             Ortografia liga-se ao padrão, à uniformidade; tal norma está também no Manual de Redação Oficial da Presidência da República.          Por essa importante regra, não se confundiu o Norte com o norte; a região com o direcionamento.

            Justiça seja feita:  o teor da mensagem é muito mais importante; é por meio dela que vemos representantes preocupados com um novo Norte (um novo Brasil!) e com novos nortes.

            Sei que o Presidente eleito valoriza a palavra e, cada vez mais, cuidará dela (na publicação acima, o trecho “bem como o respeito à Constituição e às leis” deveria estar entre vírgulas).

            Espero que existam assessores muito hábeis que o não deixem cometer deslizes (como vimos, nos governos anteriores, lamentáveis trechos de palestras transformarem-se em piadas).

            Com o bom uso argumentativo em textos concisos (algo dificílimo!), Jair Bolsonaro foi eleito; comunicou-se com estratégia e, por isso, teve o voto da maioria da nação.

            Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

                        DIOGO ARRAIS

http://www.ARRAISCURSOS.com.br

YouTube: MesmaLíngua

Autor Gramatical pela Editora Saraiva

Professor de Língua Portuguesa

Fundador do ARRAIS CURSOS

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s