Gympass está com 200 vagas abertas e processo seletivo vai durar 20 dias

Há oportunidades para Brasil, México, Argentina e Chile e a área de tecnologia é a que tem mais vagas

São Paulo –  O Gympass está com 200 oportunidades, sendo que metade é para profissionais de tecnologia, na área desenvolvimento de produtos.

A empresa também busca profissionais em áreas globais de finanças, marketing, operações e customer experience e tem oportunidades para vendedores. As oportunidades são para Brasil, México, Argentina e Chile.  As inscrições podem ser feitas pela internet.

Especificamente para candidatos de engenharia de software, experiências relevantes nas linguagens Ruby, JAVA e SCALA são bem-vindas, mas profissionais oriundos do mundo .NET e outras linguagens de desenvolvimento também podem participar da seleção.

Todas as universidades são aceitas e inglês é requisito apenas para os cargos de gestão.  Quanto ao currículo, mais do que o nome da faculdade, os recrutadores do Gympass valorizam vivências pessoais e profissionais interessantes, seja por trilha de carreira, seja por participação em projetos.

Os salários variam e os valores não foram divulgados. Entre os benefícios, além de Vale Refeição/ Alimentação, Vale combustível ou vale transporte, plano de saúde e odontológico), o Gympass oferece auxílio creche de 412 reais, seguro de vida e desconto de 80% nos planos do Gympass, para que os funcionários desfrutem das mais de 800 modalidades disponíveis na rede (que conta com mais de 48 mil estabelecimentos de atividades físicas cadastrados globalmente).

No Brasil, as oportunidades são para trabalhar em São Paulo (SP) e quem é de outra cidade terá um auxílio mudança de 5 mil a 10 mil reais (variando conforme o cargo).

Como será o processo seletivo

O processo seletivo vai durar 20 dias. A seleção terá teste técnico (para as áreas de desenvolvimento) seguido de uma entrevista de alinhamento cultural com a equipe de RH, quando ocorre a checagem de pré-requisitos e uma entrevista técnica final com o gestor da posição.

Já os candidatos a posições de produto e design de produto passam por entrevista com o time de RH e, se aprovados, têm uma semana para preparar um case de negócios. Se forem selecionados, serão chamados para entrevista com gestores.

“O time de recrutamento aplica uma correção cega para todos os testes técnicos, para que não haja risco de qualquer viés incosciente em relação a gênero, cor, sexo etc. “, diz Luiz Massad, head global de desenvolvimento organizacional do Gympass. De acordo com o executivo, em cargos de gestão há uma preocupação para que haja 50% de homens e 50% mulheres entre os candidatos.

“Como em tecnologia geralmente o número de mulheres no mercado é menor, tentamos ter pelo menos uma candidata entre os pré-selecionados para os gestores”, diz Massad. Há cerca de um ano, o Gympass possuia menos de 10 mulheres na área de tecnologia. Hoje, são 34 profissionais.

A empresa mede a satisfação dos candidatos aprovados e também reprovados nos processos seletivos. Em 2019, mais 90% dos candidatos entrevistados disseram que recomendariam o processo seletivo da empresa a amigos.

A pesquisa de clima organizacional apresenta bons resultados: nota de 7.9 no Gympass geral. “A área de tecnologia tem indicadores acima do mercado, com nota de 8.4”, diz Massad.