Graça Foster é terceira mais poderosa do mundo dos negócios

No ranking geral de mulheres mais poderosas do mundo segundo a Forbes, executiva ocupa a 20ª posição

 São Paulo – Seis meses após assumir a presidência da Petrobras, Maria das Graças Foster conquista o título de terceira mulher mais poderosa do mundo dos negócios do globo, segundo o ranking das mulheres mais poderosas do mundo da revista Forbes.

Na lista de negócios, a brasileira está atrás de duas veteranas do ranking da Forbes, Indra Nooyi, CEO da Pepsico, e Irene Rosenfeld, da Kraft Foods. No ranking geral, Graça Foster aparece na 20ª posição, enquanto a presidente Dilma Roussef figura na terceira colocação.

Com 30 anos de carreira na companhia, Graça Foster assumiu o comando da empresa em fevereiro deste ano. Antes disso, foi diretora de Gás e Energia da Petrobras, presidente da Petrobras Distribuidora, presidente da Petroquisa e gerente executiva de Petroquímica e Fertilizantes. Entre 2003 e 2006, foi secretária de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia.

Ela foi a primeira mulher a ocupar uma posição na diretoria executiva da Petrobras. É formada em Engenharia Química pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui mestrado em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ) e MBA em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A importância do setor de óleo e gás para a economia global é um dos fatores para a escolha do nome de Graça Foster. “Os analistas afirmam que a capacidade de produção da mamute Petrobras é tremendamente importante. E com faturamento de mais de 130 bilhões de dólares, a empresa, que produz 91% do petróleo do Brasil e 90% do seu gás natural, certamente está fazendo a sua parte internamente”, afirma a publicação.

Pela Forbes, Graça é descrita como alguém que se manteve próxima à unidade de óleo e gás da Petrobras durante a sua carreira e, principalmente, próxima à presidente Dilma Rousseff. Ela foi secretária de Petróleo e Gás quando Dilma era então ministra de Minas e Energia.

Apesar do pulso firme que vigorou nos seis primeiros meses de sua gestão, no último trimestre, a estatal apresentou o primeiro prejuízo trimestral em 13 anos, avaliado em 1,3 bilhão de reais. E, com isso, conquistou o posto de campeã de prejuízo no segundo trimestre de 2012.

Confira quais são as 10 mais poderosas do mundo dos negócios, segundo a Forbes:

Ranking geral Ranking de negócios Nome | Empresa
12 1 Indra Nooyi | Pepsico
13 2 Irene Rosenfeld | Kraft Foods
20 3 Maria das Graças Silva Foster | Petrobras
24 4 Angela Braly | WellPoint
33 5 Diane Von Furstenberg |Diane Von Furstenberg Studio
39 6 Sheri McCoy | Avon Products
41 7 Mary Barra | General Motors
42 8 Zhang Xin | Soho China
45 9 Angela Ahrendts | Burberry Group
50 10 Rosalind Brewer | Sam´s Club, Wal-Mart Stores