Fundação Dom Cabral é a melhor em educação executiva da AL

Além dela, a FIA é outra brasileira a compor o ranking da América Economía, na 22ª posição

São Paulo – A Fundação Dom Cabral, sediada em Belo Horizonte, oferece os melhores cursos de educação executiva, pelo menos segundo ranking da revista América Economía divulgado esta semana.

A instituição que possui 308 empresas clientes conquistou elevada pontuação em todos os critérios da pesquisa. Resultado: nota geral 88,6 – a maior entre as 24 escolas presentes no ranking.

Segundo o levantamento, dos 344 programas oferecidos pela Fundação Dom Cabral, 38% são destinados à formação de profissionais que ocupam cargos de alta gerência. A escola oferece 16 programas in company internacionais e possui 7 convênios internacionais. 

Além dela, a FIA é outra brasileira que também aparece na lista. A escola, que fica em São Paulo, conquistou pontuação 53,8 na classificação geral e está na 22ª posição do ranking

Para elaborar o ranking, a publicação levou em conta o tamanho das empresas clientes, a fidelização com a escola e o crescimento deste número; além do tipo de programa, o grau de customização e a qualidade do currículo dos professores. Além disso, o prestígio no mercado e a rede internacional da escola também entraram na conta. 

Financial Times

Em maio, a Fundação Dom Cabral foi eleita a  8ª melhor entre as que oferecem  cursos customizados, segundo o Financial Times. Única brasileira e latino-americana a aparecer entre as dez principais do ranking, esta foi a terceira vez que a brasileira apareceu na lista.

Mas caiu cinco posições com relação ao ano passado. Foi destaque no ranking de instalações (3º lugar), acompanhamento dos ex-alunos no retorno ao seu trabalho (2º lugar) e novas habilidades e aprendizado (4º lugar).

Confira o desempenho das brasileiras nos principais critérios do ranking: 

Critério FDC FIA
Empresas clientes 94,9 39,8
Programas 92,5 71,3
Professores 62,6 77,1
Rede internacional 78,5 20,5
Prestígio 87,5 67,5