Para ter sucesso, faça bem-feito, com a postura adequada

Conhecimento técnico e expertise na área em que atua são importantes, mas nada disso o colocará em posição de destaque sem uma boa postura

São Paulo – Pelo segundo ano consecutivo, me presenteio com uma viagem ao exterior nas férias. Percebi que esse tipo de investimento é um dos poucos gastos que nos fazem mais ricos sempre, exceto quando nos recusamos a aprender.

Pesquisando um pouco mais, acabei por descobrir que, na cidade onde estive por mais tempo, Londres, somente 30% da população é composta de pessoas nascidas no país.

Os outros 70% são imigrantes do mundo todo que correm para lá em busca de colocação profissional e de oportunidades.
Em meu hotel, os sotaques no front-desk eram inúmeros. Havia francês, espanhol, italiano, alemão, suíço. Apesar dos diferentes sotaques, a maneira de atender os hóspedes, a cordialidade e a boa vontade eram passadas para nós em um idioma só.

Jantei num dos restaurantes do talentosíssimo chef Gordon Ramsay. No salão, apesar de um maître francês, fui atendida por uma garçonete brasileira e uma espanhola. O serviço praticado por todos também falava uma língua só.

De volta ao nosso país, constato um defeito no chip do meu tablet. A loja onde vou está fechada para reformas. Dirijo-me então a outra loja. Nesta, os funcionários se recusaram a me atender alegando desconhecer as configurações do meu tablet.

E assim andam as coisas por aqui. A assistente de idosos que tentou começar a cuidar de minha mãe não sabe cuidar de um idoso. A lista dos serviços malfeitos é enorme.

A economia na Europa e nos Estados Unidos passa por momentos difíceis. Mas ainda existe colocação e trabalho para quem faz o que tem de ser feito da melhor maneira possível. O Brasil vive um período de crescimento e de demanda por mão de obra de qualidade.

Tenho clientes na área de serviços com enorme dificuldade em encontrar pessoas de perfil adequado às novas funções que a empresa vem criando.

Empresas investem cada vez mais em palestras e em treinamentos, a fim de sensibilizar os funcionários sobre a importância da postura adequada, da seriedade e do comprometimento. Sem isso não há chance de o sucesso acontecer.

Conhecimento técnico e expertise na área em que atua são importantes, mas nada disso o colocará em posição de destaque se sua postura não for a mais adequada e sua disposição para fazer o certo não estiver presente em todos os pequenos atos de seu dia a dia. Pense nisso.