Ex-presidente da Azul diz o que falta ao universitário brasileiro

Para Pedro Janot, o jovem deveria olhar para o conteúdo ministrado na faculdade de forma mais estratégica. Veja a entrevista completa

“Como estudante de Engenharia, eu era um aluno nota 5. Quando decidi mudar de curso e fazer Administração, passei a ser um aluno nota 10”, conta Pedro Janot. Hoje um executivo de destaque no mercado brasileiro, conhecido por ter trazido a Zara para o Brasil e sido o primeiro presidente da Azul Linhas Aéreas, quando adolescente ele não tinha ideia de qual profissão escolher. “Naquela época, as opções eram mais restritas, e eu acabei optando por seguir os passos do meu pai, que era engenheiro civil.”

Durante a graduação, porém, teve bastante dificuldade. “Para mim, o curso de Engenharia Civil era dificílimo: tinha matérias como Cálculo, Mecânica dos Fluidos, Probabilidade Estatística… Precisei fazer muito esforço para chegar até o quarto ano”, diz. O divisor de águas foi quando fez um curso de verão de Gerência de Marketing. “Descobri que poderia estudar o comportamento do consumidor, e aquilo me enlouqueceu a ponto de eu não me formar em Engenharia e me jogar em Administração.”

Para Janot, quando você está cursando o que gosta, o próximo passo é se dedicar muito aos estudos, indo além do que a universidade oferece, e ser pragmático, enxergando aplicabilidade no conteúdo aprendido. “O universitário precisa desenvolver uma visão de futuro e tentar pensar: o que esse somatório de matérias pode agregar à minha carreira lá na frente?” Já para quem está insatisfeito com o curso, ele aconselha insistir enquanto busca saídas. “É preciso se expor para encontrar um caminho novo”, diz.

Assista a outros trechos da entrevista exclusiva do Na Prática com Pedro Janot nos vídeos a seguir:

Como tomar melhores decisões de carreira?

De onde vem sua motivação no trabalho?

Por que o otimismo é importante?

Qual é o momento de mudar de emprego?

O que você valoriza no jovem profissional?

O que o esporte ensinou para sua carreira?

Este artigo foi originalmente publicado pelo Na Prática, portal da Fundação Estudar

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Excelente matéria, eu fazia engenharia de alimentos e hoje faço administração, curso excelente abrange várias áreas e hoje me sinto realizada no que faço… profissionalmente busco agregar mais conhecimentos através da minha graduação…

  2. O grande problema hoje é que os jovens não estão dispostos a fazer 5 anos de graduação e uma pós graduação,para então iniciar num emprego ganhando um salário irrisório e que muitas vezes destoam da sua formação!
    O sentido do trabalho e de hierarquia deve começar a ser trabalhado nas universidades.Hoje está cada vez mais difícil entender o real significado do seu trabalho.