Estas são as competências essenciais para o trabalho em equipe

Sofia Esteves, da Cia de Talentos, explica como melhorar os resultados trabalhando em equipe

O trabalho em equipe pode ser formado por pessoas com personalidades, formas de pensar e agir opostas. Saber respeitar e lidar com essas diferenças é fundamental para construir relações saudáveis e para o crescimento profissional. É uma poderosa ferramenta de gestão, pois é papel do líder formar equipes com conhecimentos e experiências complementares, que possam juntos colaborar para o crescimento um do outro, construir projetos importantes e ser bem-sucedidos em suas ações.

Um grupo de profissionais eficientes é aquele que consegue somar diferentes talentos e habilidades, de modo a alcançar os resultados esperados pela organização. Este processo é muito mais complexo do que parece, uma vez que a maioria dos colaboradores se preocupam apenas em desenvolver suas competências técnicas, sem dar importância para o desenvolvimento de suas habilidades comportamentais.

O profissional convive diariamente com pessoas de opiniões variadas, objetivos distintos e com outras maneiras de enxergar o mundo. É necessário aprender e acolher essas diferenças e integrar essas habilidades dos diversos elementos do grupo.  E quais são as competências essenciais para o trabalho em equipe?

Saber lidar com as emoções
As pessoas podem apresentar diferentes reações em momentos de pressão: nervosismo, agressividade, paralisia, ataques explosivos, entre muitos outros comportamentos. Saber lidar com as emoções faz toda a diferença nessas situações.

Conhecer a equipe
Você passa a maior parte do seu dia ao lado dos colegas de trabalho. Para tornar a convivência mais produtiva e positiva, o ideal é se aproximar delas: converse, conheça seus sonhos, entenda suas motivações, compreenda suas limitações e identifique o que eles têm de positivo.

Respeitar as particularidades
Algumas equipes vivem em conflito simplesmente porque as tarefas estão direcionadas de forma equivocada. Saiba explorar o que os colegas de trabalho têm de melhor e aprenda a lidar com as limitações. Todas as pessoas são boas em algumas coisas e ruins em outras e, se souber usar o melhor de cada um, haverá uma relação positiva com todos.

Tomar cuidado com as críticas
Sempre prefira conversar em particular com o profissional que está sendo criticado. Além disso, tenha o cuidado de sempre fazer comentários que sejam realmente produtivos e possam acrescentar algo.

O entrosamento entre profissionais também pode ser feito em momentos de descontração, criando empatia e desconstruindo desentendimentos rotineiros. Que tal fazer um almoço uma sexta feira por mês, promover happy hours após a entrega de cada fase de um projeto, celebrar aniversários ou outras datas importantes? Essa cultura incentiva as manifestações e o “fazer parte” de uma empresa.

O trabalho em equipe é fundamental e todos precisam ter o mesmo propósito. Caso contrário, é como se houvesse várias culturas diferentes dentro de uma mesma cultura organizacional, o que é impensável quando se fala em alinhamento da missão, visão e dos valores de um negócio. Portanto, cada um deve buscar e expandir seu mindset neste sentido e procurar desenvolver as habilidades necessárias à execução conjunta das ações, tarefas e projetos. Corra atrás do prejuízo e potencialize seus resultados!