Empresas se unem e compartilham mentoria para mulheres

O programa pretende contribuir para o empoderamento econômico das mulheres e a equidade de gênero no trabalho

São Paulo — Santander, Carrefour, John Deere e Brookfield Energia, quatro empresas signatárias da organização Movimento Mulheres 360, se uniram para que as mulheres de suas empresas, com mais de 15 anos de experiência profissional, pudessem ajudar funcionárias com alto potencial de evolução de carreira de companhias que não as suas.

Desde março, com o início do programa Mentoria Colaborativa, essas empresas selecionaram duplas de mulheres que passaram por um teste organizado pela LHH – Lee Hecht Harrison HR Consulting.

A partir de então, foram analisadas as deficiências e competências de cada profissional para que dez duplas fossem formadas.

“A iniciativa mostra que as mulheres têm dificuldades em comum para a evolução na carreira, independente do segmento no qual sua empresa atua”, diz Margareth Goldenberg, gestora do Movimento Mulheres 360.

O programa objetiva contribuir para o empoderamento econômico das mulheres, colaborando com a construção de um país evoluído a respeito da equidade de gênero.

No Carrefour, por exemplo, quatro mulheres que trabalham em São Paulo estão participando do projeto e fazem uma autogestão para encontrar as executivas de outras empresas em reuniões mensais.

“O intercâmbio é fundamental para o crescimento delas e, consequentemente, da diversidade na empresa”, afirma Karina Chaves, gerente de diversidade do Carrefour.

A iniciativa, que deve durar nove meses, é monitorada e avaliada para que novos casos possam ocorrer entre as empresas associadas ao movimento e até mesmo para uma parceria com a organização Onu Mulheres.