Elon Musk quer contratar — e não se importa com ensino médio completo

As vagas são para o departamento de inteligência artificial da Tesla; ontem Musk viu sua fortuna crescer em US$ 15 bilhões, segundo o Business Insider

São Paulo — Que Elon Musk, cofundador da Tesla, tem percepções diferentes em relação à carreira, isso não é novidade: em 2018, ele afirmou que “quem trabalha 40 horas por semana nunca iria mudar o mundo”. E neste domingo (2), ao anunciar, em seu perfil no Twitter, as vagas em aberto para a empresa, Musk afirmou que “não se importa se um candidato sequer acabou o ensino médio”.

“Um PhD não é definitivamente necessário. O que importa é ter um conhecimento profundo de inteligência artificial (IA)”, afirmou ele.

Apesar de a formação do candidato ser irrelevante para Musk, ele afirmou que “todos os candidatos devem passar pelo teste de codificação”.

As vagas disponíveis no site são para o departamento de IA da empresa. Para se candidatar, basta colocar o seu nome, e-mail e responder a pergunta “qual trabalho excepcional você fez?” (em inglês).

Na tarde desta segunda-feira (3), Musk viu as ações da Tesla dispararem 15,85%, a 753,74 dólares, após a japonesa Panasonic registrar seu primeiro lucro trimestral em sua unidade de baterias com a Tesla nos EUA.

Segundo o site Business Insider, a fortuna do cofundador da empresa cresceu em 15 bilhões de dólares com o aumento das ações, o maior ganho na lista de bilionários da publicação neste ano.