Educação a distância ou Educação à distância, qual o certo?

Professor Reinaldo Passadori, CEO do Instituto Passadori, esclarece se há ou não crase na expressão "educação a distância"

*respondida pelo professor Reinaldo Passadori

Estamos vivendo um momento de grande ebulição tecnológica e ouço em quase todas as empresas que visito ou realizo apresentações, que a necessidade de promover educação a distância de qualidade é grande. Ou será educação à distância?

Tão importante quanto entender como a tecnologia pode aperfeiçoar o processo de ensino dentro das empresas, é também  cuidar para que a comunicação no ambiente virtual seja de qualidade, precisa e correta.

O uso da crase na expressão em questão quase sempre traz dúvidas e vejo que a crase acaba permanecendo na maioria das vezes. Porém, acredito que a atenção à regra que sustenta o emprego da crase ou não, neste caso, resolverá de vez a sua dúvida. Veja:

Diante da palavra distância, emprega-se crase se a mesma estiver especificada. Observe os exemplos:

a) As caixas amplificadoras de som estavam à distância de 200m do público.
b) O detetive vigiava o suspeito a distância.

No primeiro exemplo usa-se crase, pois a palavra distância está especificada (200 m). Já no segundo exemplo a expressão apresenta-se sem crase porque não há especificação da distância.

Logo, a dúvida sobre a frase apresentada neste artigo (Educação a distância ou Educação à distância), pelo código padrão, não pode ter o acento indicador de crase, pois não há especificação, então o correto é: Educação a distância.


Reinaldo Passadori – Professor e CEO do Instituto Passadori, especialista em Desenvolvimento Humano e Comunicação Verbal. Conferencista requisitado em seu segmento no Brasil. É autor dos livros: “Comunicação Essencial – Estratégias Eficazes para Encantar seus Ouvintes” – “As 7 Dimensões da Comunicação Verbal”; “Media Training” – Comunicação Eficaz com a imprensa e a Sociedade – Editora Gente e “Quem não Comunica não lidera” – Editora Gente.