E-commerce procura executivos para a área de operações

São Paulo – Quem passou datas especiais sem receber produtos comprados em lojas online sabe, na prática, o quanto o setor de e-commerce brasileiro precisa se profissionalizar. Para evitar vexames como os de “natais” passados, cresce a demanda por executivos para gerir a área de operações do varejo eletrônico.

Na consultoria DMRH, por exemplo, a procura por executivos para atuar nos projetos de e-commerce cresceu 15% no último ano. E o setor de operações, que cuida , entre outros aspectos, da distribuição dos produtos, é a mais carente de gente qualificada.

“Este é um dos grandes calcanhares de Aquiles do setor. E faltam profissionais que saibam pensar esta área de maneira estratégica”, diz Tatiana Balau, consultora da divisão Executivos da DMRH.

Na prática, o executivo de operações da área de e-commerce tem o papel de desenhar toda a cadeia logística do mercado. “Esse tipo de distribuição exige agilidade e é descentralizada”, diz a especialista.

“Esse executivo precisa ser capaz de desenhar estes processos amarrando com a área de atendimento, que detecta problemas, e outros departamentos”, afirma.

O pulo do gato no setor é exatamente automatizar estes processos. Por isso, o profissional que deseja gerenciar a área de operações de lojas de serviços online precisa conhecer práticas adotadas no exterior e ter noções de tecnologia.