Don’t need no education? Aprenda inglês com esta música do Pink Floyd

O Pink Floyd pode ter licença poética para ignorar as regras do inglês, mas é melhor treinar com os exercícios da professora

O inglês tem uma característica bastante peculiar para nós brasileiros em relação a frases negativas. Para começar, há duas formas diferentes para dizer NÃO em inglês. São elas:

NO que é o oposto de YES.
NO também significa nenhum, nenhuma.

NOT, usado nas frases negativas junto com o verbo TO BE, os auxiliares DO, DOES, DID, WILL, WOULD, HAVE, HAS, HAD e os verbos modais CAN, COULD, SHOULD, MAY, MIGHT.

Para negar ainda existem termos, como: NEVER (nunca), HARDLY (mal), NOBODY (ninguém), NO ONE (ninguém), NOTHING (nada), NOWHERE (nenhum lugar), NO LONGER (não mais).

Não haveria problemas se fosse só isso envolvendo frases negativas em inglês. A lógica para esta estrutura gramatical é matemática: quando negamos duas vezes, a segunda negativa anula a primeira, transformando a frase numa afirmativa:

(-) x (-) = (+)

Ao ouvir alguém dizer: “Eu não sei nada.” Entendemos que a pessoa não tem conhecimento algum em português. Porém, quando traduzimos para o inglês não dizemos: “I don’t know nothing”, dizemos: “I don’t know anything” ou “I know nothing”.

Outros exemplos de Double Negative:

Eu não vejo nenhuma saída.
I don’t see any way out.
I see no way out. (outra possibilidade)

Ele não como nenhuma fruta.
He doesn’t eat any fruit.
He eats no fruit.

Apesar de não ser considerada Standard English (Inglês Padrão), a Double Negative (Negativa Dupla) é comum na linguagem coloquial e é possível ouvi-la em filmes, músicas e em conversas bem informais. Todos os idiomas têm a norma culta e a coloquial e temos de ter o conhecimento para saber usar essas estruturas classificadas como Standard e Nonstandard, ou seja, os níveis de formalidade.

Em uma entrevista de emprego você não usa vocabulário e estruturas gramaticais que sejam Nonstandard porque irá prejudicar, com certeza, a sua continuidade no processo seletivo.

Em alguns casos como da música Another Brick in the Wall, da banda Pink Floyd, é uma licença poética para enfatizar a intenção de negação da ideia:

We don’t need no education
We don’t need no thought control

Nós não precisamos de nenhuma educação
Nós não precisamos de nenhum controle de pensamento

I don’t need no arms around me
And I don’t need no drugs to calm me

Eu não preciso de nenhum braço me segurando
E eu não preciso de nenhum remédio/ droga para me acalmar

Para acompanhar a letra e ouvir esse clássico do rock, acesse o site e assista ao vídeo depois do exercício.

Agora vamos praticar!

Para isso, reescreva essas frases segundo a norma culta do inglês:

  1. He ain’t saying nothing.
  2. I don’t need no help.
  3. She didn’t see nobody.
  4. I didn’t do nothing.
  5. She doesn’t let none of her students use the cell phone in class.
  6. I didn’t hear nothing.
  7. She never danced with nobody.
  8. He wasn’t called for no job interview.
  9. I don’t have no previous experience.

Respostas

  1. He isn’t saying anything. / He is saying nothing.
  2. I don’t need any help. / I need no help.
  3. She didn’t see anybody. / She saw nobody.
  4. I didn’t do anything. / I did nothing.
  5. She doesn’t let any of her students use the cell phone in class. / She lets none of her…
  6. I didn’t hear anything. / I heard nothing.
  7. She never danced with anybody.
  8. He wasn’t called for any job interview. / He was called for no job interview.
  9. I don’t have any previous experience. / I have no previous experience.

Lígia Velozo Crispino, fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas. Graduada em Letras e Tradução pela Unibero. Curso de Business English em Boston pela ELC. Coautora do Guia Corporativo Política de Treinamento para RHs e autora do livro de poemas Fora da Linha. Colunista do portal Vagas Profissões. Organizadora do Sarau Conversar na Livraria Martins Fontes.