De olho nos headhunters

Headhunter lê currículo?
Se ele telefonar fazendo uma proposta, como reagir? E na hora da entrevista, falar do hobby ajuda? O jornalista Maurício Oliveira tira essas e outras dúvidas no livro Na Mira dos Headhunters – Como Se Tornar um Profissional Cobiçado (Editora Campus). O autor entrevistou dez dos principais headhunters do Brasil e criou um manual de instruções para lidar com eles. Quando estiver cara a cara com um consultor, por exemplo, seja você mesmo. Mas prepare-se bem para a entrevista porque só assim é possível evitar deslizes que podem pôr tudo a perder. Por incrível que pareça, não é dos workaholics que os caçadores de talento gostam mais –aliás, é justamente o contrário. “Há uma característica que não aparece em descrições de cargo, mas é levada em conta na hora de escolher um profissional: além de competente, ele tem de ser uma pessoa interessante”, diz Simon Franco, diretor da TMP Worldwide no Brasil e um dos headhunters ouvidos por Oliveira. Estas são as dez virtudes mais valorizadas pelos caça-talentos, em ordem de importância:

1 Persistência
2 Autoconfiança
3 Facilidade para relacionar-se
4 Estabilidade emocional
5 Boa formação técnica
6 Ética com colegas e concorrentes
7 Ambição
8 Experiência
9 Lealdade à empresa
10 Fidelidade aos superiores