Dalai Lama dá conselho de inteligência emocional em discurso para jovens

"A educação moderna não é adequada para trazer paz interior", disse Dalai Lama em discurso a formandos na Índia

São Paulo – Logo após parabenizar os jovens formandos do Lal Bahadur Shastri Institute of Management, em Nova Délhi, na Índia, pelo bom trabalho e esforço o Dalai Lama foi categórico:  “não há garantia de que esse conhecimento vai trazer paz interior. A educação moderna não é adequada para trazer paz interior”.

Citando a tradição milenar indiana de estudo e sabedoria ligados a meditação e ao chamado “mundo interior”, o líder tibetano apontou para a importância da inteligência emocional.

“Meu ponto é que as verdadeiras fontes de problemas são as emoções destrutivas. Quer gostemos ou não temos que lidar com essas emoções que nos criam um monte de problemas nos níveis: global, nacional, familiar e individual”, disse o Dalai Lama.

Aos jovens formandos indianos, ele indicou que buscassem mais sobre duas práticas originárias do país. “Tradições milenares como a prática de shamata (estado mental calmo e quieto), a prática de vipashiana (estado mental altamente perceptivo) são métodos para lidar com essas emoções”, disse.

Os estudantes, segundo Dalai, não devem se contentar só com sistema educacional existente. “Mesmo que vocês se tornem médicos ou pessoal altamente qualificadas, com PHD, as emoções ainda estão lá”, afirmou.

A responsabilidade dos jovens, continuou, é fazer a combinação entre a educação moderna e o conhecimento antigo da Índia sobre mente e emoções e, principalmente, sobre como lidar com essas emoções de maneira estritamente secular (sem o fervor da religião). “Por favor, prestem mais atenção a isso”, disse. Veja o vídeo: