Cursos e voluntariado: como é trabalhar nas melhores empresas de educação

Confira os benefícios que deixam os funcionários da área de educação mais felizes e colocaram estas 6 empresas entre as 150 Melhores para Trabalhar

SEBRAE PARANÁ

O principal destaque para quem atua no Sebrae Paraná é a cesta de benefícios, que se divide entre fixos e flexíveis. No primeiro caso, estão seguro de vida, vales refeição e alimentação, vale-transporte, plano de saúde, auxílio funeral e previdência privada, que são iguais para todos os colaboradores. Já os benefícios flexíveis dependem do interesse de cada um. Assistentes recebem 370 reais; consultores, 570 reais; e gerentes, 1 000 ­reais, que podem alocar como quiserem, dividindo o valor entre auxílio-creche, educação para os filhos, cursos de graduação, MBA, mestrado, doutorado ou idiomas, plano psicológico e odontológico, entre outros. Quando o assunto é carreira, as regras para promoções levavam em conta o modelo do Sebrae Nacional, baseado no tempo de casa do funcionário, nos treinamentos que realizou e em seu conhecimento acumulado. Mas isso está mudando a fim de trazer mais autonomia para os gerentes e também valorizar o mérito pessoal. Outra novidade é o programa Conexão Direx, em que os diretores visitam áreas diferentes das suas para conhecer projetos, conversar com equipes e, a partir daí, oferecer sugestões de melhoria para os titulares desses setores. | sebraepr.com.br | Visita: Tatiana Vaz, em Curitiba (PR)


PONTOS POSITIVOS

Quem participa de ações de voluntariado é liberado por quatro horas ao mês para se dedicar a ações sociais. A expertise que ganham na empresa ajuda os empregados a ministrar cursos de empreendedorismo.


PONTOS A MELHORAR

A empresa prioriza os funcionários quando tem uma posição aberta. Mas vagas de gerentes não são divulgadas, pois são consideradas cargos de confiança, recebendo indicações dos diretores.


SEBRAE MATO GROSSO DO SUL

Assim como o Brasil, o Sebrae MS vive um ano de eleições que vão determinar os rumos da companhia. “Queremos deixar uma empresa de vanguarda, que prepara, que capacita”, afirma Tito Estanqueiro, diretor de operações, considerando a possibilidade de ter de deixar o cargo. Neste ano houve uma revisão de cultura, que envolve diálogo cada vez mais aberto. “Precisamos fazer aqui dentro o que ensinamos lá fora”, diz Janister Seixas de Mello, gerente da unidade de gestão de pessoas. Parte disso é o feedback, que vem sendo cobrado e praticado. Funcionários contam que a cultura tem se voltado para o cuidado com a conversa. Ela acontece diariamente de maneira informal, mas é também formalizada uma vez ao mês. Os feedbacks, de mão dupla, são utilizados na avaliação de desempenho anual, um importante instrumento para o crescimento que compõe a remuneração variável. O Bom do Bairro, uma elogiada ação de impacto social promovida em 2017, levou aos pequenos empreendedores de regiões mais distantes informação e esclarecimento de dúvidas sobre abertura, formalização e gestão de empresas. O projeto teve a participação de todos os colaboradores, atendendo 1 488 empreendimentos. | ms.sebrae.com.br | Visita: Nina Neves, em Campo Grande (MS)


PONTOS POSITIVOS

Os cuidados com bem-estar, como massagem, folga no aniversário e horário flexível, são elogiados. O plano de saúde aceita pais como dependentes, e pode-se tirar licença não remunerada de até dois anos.


PONTOS A MELHORAR

Assistentes pedem bolsa para Ensino Superior, visando chegar ao cargo de analista. Existe um programa que recebe profissionais de outros países, e os brasileiros gostariam que o sentido fosse de mão dupla.


SEBRAE RIO GRANDE DO NORTE

A espinha dorsal do negócio do Sebrae Rio Grande do Norte é dar apoio ao pequeno empresário, que sente a necessidade de aprimorar seus conhecimentos. Com as demissões que vieram durante a recessão brasileira, o microempreendedorismo cresceu no país. E subiu, da mesma forma, a clientela do Sebrae RN. Ao longo deste ano, a fim de equilibrar as contas, a companhia optou por desenvolver processos de gestão mais enxutos e criativos. Um exemplo foi o estabelecimento de parcerias com diferentes braços do Sebrae na região para promover ações de treinamento e capacitação de funcionários sem ter de investir muitos recursos. Paralelamente, os treinamentos pagos foram mantidos: o Sebrae custeia parte ou o valor integral de cursos de graduação, mestrado e doutorado que sejam ligados à área do negócio para os funcionários que se destacam internamente. Além do desenvolvimento, os colaboradores dispõem de opções de entretenimento e melhoria da qualidade de vida subsidiados pela empresa. Destacam-se o serviço de shiatsu às quintas-feiras, a sala de descanso para uso durante o expediente, os ingressos para peças de teatro e o plantão psicológico para oferecer apoio em momentos difíceis. | rn.sebrae.com.br Visita: Cibele Reschke, em Natal (RN)


PONTOS POSITIVOS

O plano de carreira é estruturado em cinco pilares de crescimento, que identificam as lacunas no perfil do profissional e o orientam sobre como se desenvolver para alcançar os objetivos desejados.


PONTOS A MELHORAR

Embora exista, pelo menos na teoria, um incentivo para que os funcionários façam sugestões de melhorias, a empresa não tem canais formais e específicos para receber e premiar ideias inovadoras.


SENAC  RIO GRANDE DO NORTE

É de esperar que uma instituição de educação profissional, como o Senac RN, invista na formação de seus funcionários. Na prática, a educação tem sido a principal estratégia da companhia para superar os desafios impostos pela crise. O diferencial é que os treinamentos são determinados de forma individualizada, de modo a suprir eventuais carências profissionais e contribuir para o avanço da carreira do colaborador. “Dentro do plano de desenvolvimento individual, podemos enxergar as lacunas e preenchê-las ao longo do ano”, diz Rosineide Camara, diretora de RH. Esse processo é acompanhado por um programa de avaliação de desempenho em 360 graus. O feedback acontece de maneira formal uma vez por ano e, no dia a dia, ele é constante, pontual e parte integrante das reuniões de equipe. Além de preparar o operacional para receber críticas, o Senac RN trabalha a liderança nesta direção: por meio de treinamentos, os gestores aprendem a manter uma postura aberta, a fim de incentivar os empregados a avaliá-los. A avaliação também acontece nos processos seletivos internos: todos os profissionais que se candidatam a uma vaga recebem uma devolutiva personalizada, seja ela positiva ou negativa. | rn.senac.br | Visita: Cibele Reschke, em Natal (RN)


PONTOS POSITIVOS

A companhia tem uma ampla rede que dá 50% de desconto a cursos variados, como idiomas, dança, música, lutas e esportes. Além do desconto, o valor pago pode ser descontado da folha de pagamento.


PONTOS A MELHORAR

Os funcionários relatam que o código de ética e conduta não é atualizado há anos. Também não se recordam de, em algum momento, terem sido consultados ou opinado a respeito das cláusulas do código.


UNISC

A Universidade de Santa Cruz do Sul é uma empresa comunitária e tem um papel importante em sua região. Além de polo de formação, a instituição presta serviços à população por meio de atendimentos médicos e atividades voluntárias de ensino e pesquisa. Por outro lado, a popularização de cursos a distância, a queda no número de alunos e a falta de verbas têm colocado a Unisc em uma situação difícil. Para manter a vocação sem afetar o negócio, a empresa instituiu o segundo programa de demissão voluntária, com boas verbas rescisórias para os contemplados (o primeiro ocorreu em 2016). Em outra frente, investe em informatizar processos para que nenhum recurso seja desperdiçado. Em meio às mudanças, nenhum benefício foi cortado — o plano de saúde dá direito a quarto privativo, e os funcionários têm desconto nos cursos e podem participar das aulas de esportes oferecidas no campus. Para eles, o fato de a empresa funcionar de forma democrática e transparente ajuda a tranquilizar o ambiente. O recrutamento interno é uma ferramenta de motivação entre os colaboradores, que são prioridade perante o público externo. Os gestores contam com coaching para lidar com esse cenário e outros momentos da carreira. | unisc.br | Visita: Bárbara Nór, em Santa Cruz do Sul (RS)


PONTOS POSITIVOS

Apesar da pressão no dia a dia, os funcionários elogiam a qualidade de vida. Os espaços de lazer da universidade são abertos a todos os colaboradores. Os programas de voluntariado motivam a equipe.


PONTOS A MELHORAR

Quem não é docente sente falta de reconhecimento por mérito e acesso à diretoria. A empresa poderia oferecer previdência privada e ter algum programa para estimular a diversidade étnica.


SEBRAE RORAIMA

O estado de Roraima é um dos mais afetados pela atual crise da Venezuela e pela consequente onda de migração, considerada uma das mais graves no mundo. O Sebrae Roraima entendeu a seriedade da situação e criou uma ação de voluntariado que envolve os funcionários com interesse em contribuir. O projeto arrecada com a população alimentos, roupas e produtos básicos para ajudar a comunidade de refugiados. Se externamente a empresa busca o engajamento social, dentro da companhia há um esforço para aprimorar o envolvimento e o diálogo dos empregados com o corpo diretivo. Colaboradores do nível operacional podem não apenas participar de comitês com os altos líderes como também ter conversas informais com o diretor, periodicamente. Dentro do amplo pacote de benefícios disponibilizados a todos, um detalhe chama a atenção: além de uma cota fixa de vantagens básicas, a empresa oferece um valor extra ­— de quase 500 reais — para ser gasto como o funcionário bem entender. Chamado de “beneflex”, o recurso ajuda a pagar cursos de idiomas, medicamentos, babá e academia, por exemplo. Essas e outras ações promovem engajamento e orgulho, que não passam despercebidos. | sebrae.com.br/sites/portalsebrae/ufs/rr  Visita: Cibele Reschke, em Boa Vista (RR)


PONTOS POSITIVOS

Na avaliação por competências gerenciais, os gestores são cobrados a fazer a capacitação de um potencial sucessor, chamado de “adjunto”. Essa prática é parte intrínseca do trabalho da liderança.


PONTOS A MELHORAR

A Empresa não tem um processo estruturado de recrutamento interno. As movimentações ocorrem de maneira informal, e os funcionários relatam que as decisões tendem a ser tomadas de cima para baixo.