Concurso da Antaq abre inscrições hoje; veja dicas de estudo

São 143 oportunidades na Antaq e o salário pode chegar a 11,7 mil reais no cargo de especialista. Professores apontam mudanças no edital e dão dicas de estudo

São Paulo – Começam hoje as inscrições para o concurso público da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). São 143 oportunidades para nível médio e superior e a banca organizadora é o Cespe.

As funções que exigem nível superior são para analista e para especialista. Há oportunidades para formações específicas, como tecnologia da informação e ciências contábeis e também para quem tem curso superior em qualquer área.

Para os analistas, o salário é de 10.916,90 reais e de 11.776,90 reais para os especialistas, incluindo os 373 reais de auxílio-alimentação.

Para quem tem nível médio, as vagas são para técnico administrativo e técnico em regulação de serviços de transportes aquaviários.
O salário é de 5.791,25 reais para técnico administrativo e para técnico em regulação é de 6.047,25 reais.

As oportunidades são para Brasília (DF), Belém (PA), Manaus (AM), Paranaguá (PR), Porto Velho (RN), São Luís (MA), Salvador (BA), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), São Paulo (SP) e Vitória (ES).

Alterações no edital

De acordo com Alexandre Prado, diretor do site Concurso Virtual, os interessados devem se atentar às mudanças no edital em relação ao último concurso.

“Das matérias básicas foi retirada a disciplina de atualidades e foram inclusas as disciplinas agências reguladoras e ética no serviço público”, destaca.

Outra mudança é em relação à disciplina direito administrativo. “O edital atual ampliou o conteúdo e passou a exigir conhecimentos também para cargos de nível médio”, diz Gladstone Felippo, professor de direito administrativo de cursos preparatórios.

Dicas de preparação

Com provas marcadas para o dia 28 de setembro, a preparação agora deve ser estratégica, segundo Prado.“Com a proximidade da prova, passa a ser cada vez mais importante a resolução de questões de provas anteriores, servindo para complementar e revisar todo o conteúdo teórico estudado anteriormente”, afirma. 

Simulados específicos podem ser úteis para saber o nível de preparação. Confira as dicas de preparação para 4 disciplinas:

1. Português

“Em relação aos conteúdos de gramática, é importante focar em verbos, crase, regência, concordância, pontuação, conjunções, orações, pronomes e vozes verbais”, diz Letícia Debom, professora do curso online Gabarita Português.

A dica da professora é praticar a leitura de maneira a não perder muito tempo nos enunciados. “Refazer as provas anteriores para se acostumar com o tipo de questão é de suma importância”, diz.

2. Direito administrativo

O professor Gladstone Felippo destaca a diferença entre o conteúdo de direito administrativo cobrado nos cargos de nível superior. “Para analistas administrativos, não cai licitações e contratos, e para especialistas não cai controle da administração pública e improbidade administrativa”, diz.

Felippo também alerta para o fato de o Cespe cobrar questões que exigem conhecimento e jurisprudência. Por isso, ler informativos do STJ e STF pode ajudar.

Controle da administração pública, segundo o professor, é um tema recorrente em concursos. Assim, concurseiros devem reforçar estudos do processo administrativo federal, previsto na Lei n. 9.784/99.

Pontos que também merecem destaque na revisão, segundo ele, são as regras constitucionais do regime funcional do servidor público (arts. 37 a 41 da Constituição da República) e as regras estatutárias, previstas pela Lei n. 8.112/90, principalmente em relação aos provimentos, direitos e vantagens dos servidores efetivos.

3. Direito constitucional

“Candidatos não podem ser enganados pelo fato de a disciplina ser qualificada como noções de direito constitucional”, diz Fernando Bentes, professor desta matéria e diretor do site Questões de Concursos.

Ele indica leitura cuidadosa da Constituição Federal e também a consulta a manuais de direito constitucional atualizados. Por se tratar de uma agência reguladora, Bentes considera que há chances de alguns temas aparecerem com mais peso, como é o caso de administração pública, competências constitucionais, atribuições do Poder Executivo e o poder normativo das agências reguladoras.

“Vale pesquisar sobre isto na jurisprudência do STF, muitas vezes, encontrada nos próprios manuais de direito constitucional”, diz.

4. Direito tributário

No que diz respeito a direito tributário, a vida dos concurseiros ficou mais difícil, segundo o professor Gabriel Quintanilha, que leciona a disciplina em cursos preparatórios.

“A matéria foi ampliada e para alguns cargos de especialista, como nas áreas de ciências contábeis e na área econômico-financeira, foi inserida a exigência de legislação específica”, diz.

Agora, diz o professor, todo o Código Tributário Nacional está no edital. “Minha dica é foco na letra da lei. O candidato não deve se preocupar com a doutrina, e, sim, em dominar o Código Tributário Nacional e a Constituição Tributária”, diz.

Serviço:

Inscrições: até 13 de agosto pelo site do Cespe.

Data da prova: 28 de setembro.

Taxa: 120 reais para nível superior e 80 reais para nível médio.