Competição da Microsoft premiará estudantes com 50 mil dólares

Anunciada na noite dessa terça-feira no escritório da Microsoft em São Paulo, a 13ª edição da Imagine Cup está com inscrições abertas até março de 2015

De um game que ajuda a identificar as fases da anemia até um tradutor de linguagem de libras para deficientes auditivos, a Microsoft já ajudou a viabilizar centenas de projetos de impacto no mundo com a Imagine Cup, competição de tecnologia para estudantes que é realizada há 12 anos no mundo todo.

Anunciada na noite dessa terça-feira no escritório da Microsoft em São Paulo, a 13ª edição da competição está com inscrições abertas até março de 2015 e a empresa espera receber mais de 60 mil inscrições no país.

A ideia do torneio é que os participantes coloquem em prática ideias inovadoras e ainda possam concorrer a prêmios, obtendo mais reconhecimento em suas carreiras e até mesmo conseguindo alavancar startups com a ajuda das aceleradoras parceiras da companhia.

“A intenção da Microsoft ao criar essa copa do mundo é estimular os estudantes a se interessarem mais por tecnologia e descobrir novas ideias que possam mudar o mundo”, afirma o diretor de inovação e novas tecnologias da Microsoft Brasil, Richard Chaves.

Há três categorias disponíveis para quem quiser se candidatar: Cidadania Mundial, Jogos e Inovação, e os primeiros colocados em cada uma delas receberá 50 mil dólares como prêmio, além de vários outros benefícios como o programa BizPark, que oferece licenças gratuitas de software para startups viabilizarem suas ideias.

Um dos principais diferenciais da disputa está em sua abertura para estudantes de várias idades, cursos e níveis de conhecimento, uma medida que ajuda a trazer um maior número de projetos em áreas diversas. Basta ser estudante em alguma instituição. Para a edição de 2015 do evento, a novidade é que estudantes a partir de 16 anos também podem participar.

Além disso, não é preciso saber programar e nem ter conhecimentos técnicos sobre informática. “Tivemos até o caso de um médico que já estava cursando o doutorado e não sabia programar. Ele chamou um amigo para a equipe que sabia desenvolver e criou um projeto para ajudar a salvar a vida de diabéticos com um game que ensina os profissionais da saúde a dosar a insulina da maneira certa. Uma verdadeira iniciativa de cidadania”, diz Chaves.

Rafaela Costa é outro exemplo. Ela trabalhava como jornalista quando resolveu cursar uma graduação na área de games, uma de suas paixões.

Ao saber sobre a premiação, ela e seus colegas de classe inscreveram um projeto e, depois de meses de trabalho, se tornaram campeões da 9ª edição da Imagine Cup, em 2011, com o jogo UCAN.

O projeto de sua equipe chegou a ser usado pela prefeitura de Curitiba e envolve ações de cidadania que impactaram sua comunidade, com 300 mil colaboradores em todo o mundo atualmente.

Além da oportunidade de conhecer diferentes lugares no mundo, Rafaela conta que depois da premiação não faltaram ofertas de emprego para ela e seus colegas. Ao se formar na área de jogos, ela se tornou professora da Universidade Positivo e hoje é CEO de uma empresa de games parceira da Microsoft.

A empreendedora, assim como outros vencedores da Imagine Cup, também ajuda outros estudantes a concluírem seus projetos na competição por meio de mentoria.

“Na própria faculdade onde dou aula nós estimulamos os alunos a usarem seus projetos de TCC para a competição. Além disso, também nos preocupamos com a forma como essas ideias são vendidas, por isso aconselhamos que eles invistam em um bom plano de negócios e marketing”, diz Rafaela.

Além de falar sobre os detalhes da disputa, a Microsoft anunciou que a final brasileira do torneio será realizada em Curitiba.

A capital paranaense também acaba de ganhar um novo centro de inovação (MIC), iniciativa da fabricante de software para fomentar a indústria de tecnologia por meio da parceria com escolas. Atualmente, os MICs estão presentes em mais de dez cidades brasileiras, como São Paulo, Fortaleza, Vitória, Recife e Belo Horizonte.

Como faço para me inscrever?

As inscrições para o Imagine Cup 2015 podem ser feitas até 15 de março de 2015 pela página do evento. É necessário que apenas um estudante inscreva o projeto por sua equipe, com no máximo seis componentes. Lembrando é preciso ter a partir de 16 anos para participar.