Como se preparar na reta final para o concurso da PF; veja simulado

Especialistas recomendam focar nas disciplinas de direito penal e legislação especial

São Paulo – Um dos concursos mais esperados do ano, enfim, já tem data para acontecer. A Polícia Federal divulgou na semana passada dois editais para concursos públicos para os cargos de papiloscopista e agente. Ao todo, são 600 oportunidades (100 de papiloscopista e 500 de agente) com salário de 7.514,33 reais.

“Para quem quer começar a estudar agora é uma tarefa complicada. A última prova para o cargo de papiloscopista foi em 2004 e o edital deste ano elenca 15 disciplinas em vez de 13”, explica Rafael Sato, coordenador do R2 Cursos Preparatórios. Para ambos os cargos, são 120 questões na prova objetiva e a prova discursiva consiste na elaboração de um texto de 30 linhas.

Leonardo Pereira, diretor acadêmico e de serviços do Instituto IOB, explica que vai se destacar quem souber mais sobre as disciplinas e tiver familiaridade com o estilo da banca. As provas, organizadas pelo Centro de Seleção e Produção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB ), têm questões com certo ou errado. Ou seja, uma escolha errada elimina uma correta. Por isso, para se sair bem na prova, o candidato deve recorrer às provas anteriores.

“A prova é mais interpretativa, por isso, o importante não é o candidato memorizar o conteúdo e, sim, interpretar a questão”, afirma Karina Jaques, especialista em direito constitucional e direito do Estado e professora da Academia do Concurso. Para quem já estava se preparando para a prova, Pereira explica que nesses 45 dias que restam, o ideal é fazer um simulado e sinalizar as disciplinas que precisam de mais estudo.

“Aconselho fazer um turno para cada disciplina; na parte da manhã as matérias que ainda têm dificuldade, à tarde para revisão e separar o turno da noite para estudar as disciplinas especiais ou para treinar para a prova física”, diz.

Para concurseiros interessados no cargo de papiloscopista, Sato diz que com o acréscimo da disciplina de legislação especial e noções de identificação, candidatos que já estão estudando há um tempo, devem prestar atenção nesses dois pontos. “Saber bem as noções de direito penal, principalmente legislação penal especial é essencial para se sair bem na prova objetiva e discursiva; isso vale para os dois cargos”, explica ele.

Os especialistas afirmam que a preparação da prova física é indispensável. “Vale procurar orientação de um profissional de educação física e mesclar os estudos com as atividades físicas”, afirma Karina.

Confira na página seguinte, o simulado para o cargo de Agente Federal da PF do Complexo Damásio de Jesus.


Simulado para o cargo de Agente da Polícia Federalhttp://www.scribd.com/embeds/86114700/content?start_page=1&view_mode=list&access_key=key-8sfslkjm42jc973w8v9