Como impressionar o chefe no 1º dia de trabalho

Chegar um pouco mais cedo no escritório, observar mais e falar menos são algumas delas, na opinião de especialistas

São Paulo – Ambiente, chefe, colegas novos e a certeza de estar sendo observado de perto. Aterrissar em uma nova empresa é sempre um desafio para a carreira profissional. De acordo com Celia Spangher, diretora de gestão do talento da Maxim, aquela tradicional máxima de que a primeira impressão é a que fica continua valendo.

“As pessoas fazem “leituras” nossas de forma bastante rápida e logo de cara. Por isso, é tão importante cuidar da apresentação pessoal logo na primeira vez”, diz ela. Confira 5 dicas de especialistas consultados por EXAME.com que ajudam a causar uma boa impressão já no primeiro dia de trabalho:

1 Chegue alguns minutos mais cedo

Madrugar no novo emprego não é uma boa ideia, mas estar no escritório em torno de dez minutos antes do horário de entrada ajuda a entrar com o pé direito. “A pontualidade é muito valorizada”, diz Celia.

Em cidades onde somos reféns do trânsito e do clima, a atenção deve ser redobrada, segundo ela. “A regra dos 10 minutos coloca qualquer um em posição confortável”, recomenda Celia.

O mesmo vale para o horário de saída. Ficar até mais tarde sem motivo não é recomendável. De acordo com a especialista, a hora extra não deve ser regra e, sim, exceção. “Colaboradores de alto desempenho tem vida pessoal, fazem atividade física, têm família e amigos e, principalmente, costumam ser eficazes o suficiente para terminar suas atividades dentro do horário normal de trabalho”, diz.

Ao longo do tempo, vários fatores podem mudar esta realidade, na opinião da especialista, mas nesse primeiro momento não ultrapasse o horário do expediente sem que seja absolutamente necessário. “Futuramente isso vira um hábito e pode prejudicá-lo”, diz.

2 Não queira agradar “a todo custo”

Sim, impressiona mais quem não fica querendo impressionar. “Querer agradar quem quer que seja é uma faca de dois gumes, uma situação perigosa”, diz Celia.

De acordo com ela, essa ânsia de agradar o chefe pode colocar você em sérios apuros porque outros membros da equipe, que não conhecem você, podem interpretar mal suas atitudes. “O ideal é sentir o terreno onde está pisando primeiro antes de se aventurar a causar grandes impactos”.

Demonstrar abertura, simpatia e interesse genuíno, além, é claro, de ser autêntico surtem mais efeito do que tentar causar impacto a todo custo. “Você terá tempo suficiente para provar o seu valor, mais tarde”, diz Celia.


3 Observe mais e fale menos

“A primeira coisa a se fazer é observar, observar e observar”, diz a diretora de negócios da consultoria LHH|DBM, Irene Azevedo.
Antes de agir, repare no estilo do chefe e em como tudo acontece naquele ambiente de trabalho. “Observe mais do que fale. Lembre-se que você também está sendo observado por todos”, diz Celia.

Manter o “radar” aguçado vai certamente facilitar a compreensão da cultura da empresa, e ajudá-lo a dar os próximos passos.

4 Faça perguntas na medida certa

Tudo é novo e você quer aprender rápido. Para isso, fazer perguntas é fundamental. “Perguntar é bom porque quem não pergunta não aprende”, diz Irene.

Mas é necessário saber a medida. “A diferença entre remédio e veneno é a dose. Ficar atormentando os colegas que estão trabalhando e até mesmo seu chefe o tempo todo com 500 perguntas é muito desagradável”, diz a diretora de gestão do talento da Maxim.

5 Anote

“Anotar é muito importante nesse primeiro momento”, diz Irene. É essencial ter um bloco, caderno ou qualquer outra ferramenta para organizar a avalanche de novas informações que vai cair sobre você.

No entanto, Celia afirma que também neste caso é preciso ter bom senso. “Nem sempre cabe na cultura da empresa ou na posição que você vai ocupar”, diz.

Se não for indicado carregar um caderno de anotações para onde for, a solução é mantê-lo na sua mesa e ir anotando à medida em que informações importantes forem aparecendo.