Como evitar um “não” na sua rotina de trabalho

Para especialista falta de planejamento é um dos principais motivos para recusas no trabalho

São Paulo – É raro quem nunca recebeu uma resposta negativa em alguma situação profissional. Seja em uma entrevista de emprego ou em uma negociação para participar de um projeto. Para Alexandre Rangel, sócio-fundador da Alliance Coaching, é possível se planejar para diminuir as chances de levar um não.

Um ponto importante que ele enfatiza é evitar se abalar emocionalmente com uma recusa no trabalho. “A autoestima não pode ser afetada, mas o que normalmente acontece é que as pessoas se sentem contrariadas”, explica.

Confira abaixo seis recomendações que possam diminuir as chances de receber um não durante o trabalho:

1. Quais são os seus interesses?

Para que negociações e argumentações sejam aceitas pelos superiores, Rangel afirma que é preciso avaliar, antes, quais são os interesses pessoais e profissionais sobre determinado assunto.

2. Quais são os interesses e dificuldades do outro lado?

Imaginar quais são as possíveis dificuldades do chefe, ajudará o profissional a evitar tratar de assuntos que serão negados de imediato. Por exemplo, quando você propõe uma mudança ou um projeto em que envolve gastos, é preciso pensar se a empresa está em um momento adequado para tal proposta.

“Se o chefe precisa lidar com um alto corte de custos, esse seria também um momento inapropriado para pedir um aumento, por exemplo”, afirma Rangel.

3. Coletar informações

A falta de preparo do profissional pode fazer com que a recusa venha de imediato. Para o especialista, seja em apresentações ou em projetos, é preciso se munir de informações sobre a empresa e o mercado.


4. Quais são os meus pontos fortes e vulnerabilidades?

“Em uma entrevista de emprego, por exemplo, quando você sabe que a empresa para qual você está se candidato atua na América Latina, mas o seu espanhol não é apropriado, o ideal é expor que se comprometerá a fazer aulas e atingir determinado nível de fluência se for escolhido”, explica Rangel.

Essa consideração também vale para situações em que você está concorrendo a uma promoção.

5. Organizar uma hierarquia de concessões

Durante negociações no trabalho é comum que o profissional tenha que abrir mão de determinadas coisas, desde o valor do salário ao cargo que ele ocupa. Por isso, para Rangel, listar o que você abrirá mão caso seu projeto seja aceito, por exemplo, pode evitar um “não”.

6. Prever possíveis impasses

O profissional, em qualquer situação, deve prever quais são os obstáculos que podem aparecer durante uma negociação de um aumento de salário ou da aceitação de um projeto. A razão? “Negociar de maneira madura é estar preparado para resolver qualquer impasse que possa aparecer”, explica Rangel.