Como escrever um e-mail formal no trabalho

Em tempos de abreviações e emoticons no Whatsapp, veja alguns conselhos essenciais para fazer um e-mail sério no trabalho

Resposta de Diogo Arrais, professor do Damásio Educacional *

Provavelmente, ao redigir um e-mail (ortograficamente com uso de hífen), você faça a seguinte pergunta: qual é a maneira correta de se diagramar esse texto eletrônico? Os manuais de redação são enfáticos: não há uma forma apenas de organização. No entanto, valem algumas recomendações.

Antes de iniciar tal texto, existe o famoso vocativo; profissionalmente, use a forma “senhor (a) e o cargo que do destinatário”, seguida de vírgula ou dois-pontos.

Fuja de frases vazias, como “venho por meio desta” ou “é por meio deste”, por serem justamente óbvias; ninguém recebe um documento com “hoje, não é por meio deste…”.

Para as formas verbais, é interessante a impessoalidade, como “sabe-se”, “considera-se”, “informa-se”. Como sugestão, a seguinte introdução: “Em função da última reunião, recomenda-se que o uso da biblioteca será.. das… às…”.

Ademais, na situação profissional, é extremamente clichê o uso de formas pessoais, que exponham o mundo interior de quem redige um determinado documento.

No famoso fechamento, as formas sugeridas pelo próprio Manual de Redação Oficial da Presidência da República são “atenciosamente” ou “respeitosamente”. Lembrando que o uso de “respeitosamente” é adequado apenas para cargos superiores.

No mais, não se esqueça de que tanto o vocativo (no início do texto) quanto o fechamento exigem o acompanhamento do sinal de pontuação.


Um abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!

Diogo Arrais é professor de língua portuguesa do Damásio Educacional e autor gramatical pela Editora Saraiva. 
 

Quer participar do dicas de português? Então, envie suas dúvidas para o e-mail examecarreira@abril.com.br