Como emplacar uma ideia com táticas do empreendedor

Use as táticas de empreendedores digitais para vender projetos, inovar e se destacar na carreira

São Paulo – Muitas empresas declaram que a habilidade para inovar é uma das competências mais buscadas entre os profissionais. Elas veem nesse perfil a esperança de trazer vida nova a negócios que são muito lentos para acompanhar o mercado. De acordo com um estudo mundial da Oxford Economics em parceria com a consultoria Towers Watson, 46% das empresas consideram a capacidade de inovar como uma das habilidades altamente procuradas nos próximos anos.

Longe das empresas tradicionais, estão os pequenos empreendimentos baseados em tecnologia e inovação — as startups. No Brasil, empresas desse tipo receberam 1,7 bilhão de reais em investimentos em 2012, segundo a Associação Brasileira de Startups. Um desses negócios é a Lema 21, marca de óculos vendidos exclusivamente online, fundada há dois anos por Jonathan Assayag, de 30 anos, e Naomi Arruda, de 34 anos.

O negócio recebeu 3,2 milhões de reais de investidores e reúne entre os conselheiros Romero Rodrigues (Buscapé), Julio Vasconcelos (Peixe Urbano) e Luis Mario Bilenky (ex-Fototica). Em 2012 o projeto foi escolhido pela Harvard Business School como o terceiro projeto mais inovador do mundo e o melhor da América Latina.

O segredo da dupla para tirar uma ideia do papel é muito planejamento — eles ficaram um ano montando o plano de negócios. “A receita do sucesso é ir a fundo no assunto”, diz Naomi. A seguir, Jonathan, Naomi e outros empreendedores de startups dão conselhos para quem deseja desenvolver um comportamento inovador e emplacar ideias no trabalho.

1 Encontre o problema

No Vale do Silício, é comum perguntarem se o seu projeto é uma vitamina ou um remédio. “A vitamina é boa, mas não fundamental”, diz Jonathan Assayag. “Porém, quando você está com uma dor, paga qualquer preço por um remédio que vai aliviá-la.” 

É fundamental provar que existe um problema a ser resolvido. 

2 Faça a lição de casa

Antes de apresentar sua ideia, estude o mercado ao qual ela se destina para saber se realmente existe demanda e qual o tamanho dela. Identifique seu público-alvo, além de clientes e concorrentes potenciais. “Investigue como os atuais fornecedores desse serviço operam e se clientes ou usuários realmente estariam dispostos a usar a inovação proposta por você”, diz Cassio Spina, fundador da Anjos do Brasil, rede que reúne investidores-anjo e empreendedores, de São Paulo.

3 Tenha um plano de negócio 

“Coloque numa planilha quanto cobraria pelo serviço, quanto teria de custos, quanto precisaria reinvestir”, diz Allan Kajimoto, cofundador da comunidade Kekanto e do software Scup, de monitoramento das redes sociais, de São Paulo. Tenha uma estimativa objetiva do tamanho do investimento necessário para tirar o projeto do papel. “Não dá para responder ‘ainda não sei‘ ou ‘de 100 000 a 1 milhão de reais’. Essa informação tem de ser respondida de forma objetiva, porque é a que mais interessa ao investidor no fim das contas”, diz Cassio Spina. 

4 Simule

Monte um protótipo para testar a receptividade das pessoas. Assim, você também poderá antecipar a solução de possíveis falhas e queixas dos usuários. “Demonstrar que a inovação que você propõe já foi testada com sucesso transmitirá segurança e agregará valor a ela”, diz Allan Kajimoto, da Kekanto.

5 Encontre as pessoas certas

O sucesso de uma ideia está, em grande parte, nas pessoas que compõem o grupo que irá implantá-la. Identificar quem são essas pessoas e saber por que cada uma delas é importante facilita na hora de apresentar a inovação. Não adianta você falar com alguém que não tem o poder de decisão. Procure as pessoas que são chaves para o negócio.

6 Prepare a aproximação

A melhor maneira de conseguir a atenção dessas pessoas é ser apresentado por um conhecido em comum. Por isso, recorra ao networking e identifique em sua rede quem pode intermediar o contato. 

“A receptividade é totalmente diferente quando você vai recomendado”, diz Allan Kajimoto, da Kekanto.

7 Seja rápido e objetivo

Geralmente, o tempo que você tem para apresentar uma ideia, mesmo que informalmente, é curto. 

“Ninguém tem tempo para olhar 50 páginas”, afirma Jonathan Assayag. Deixe os detalhes secundários em outros slides. Caso alguém pergunte, você terá a resposta na manga.

8 Estruture

Na apresentação de uma solução ou de um projeto, conte uma história. Primeiro, mostre qual problema a sua ideia resolveria e por que se  trata de uma questão expressiva. Apresente sua proposta e explique por que ela faz sentido. “Deixe claro qual é o problema que você quer resolver e argumente por que deve ser uma prioridade para a empresa”, diz Naomi Arruda.

9 Aprenda com quem já fez

A melhor forma de saber como apresentar uma ideia em um ambiente ou para uma pessoa dentro da corporação é analisar as histórias de outras pessoas que conseguiram tirar suas ideias do papel e foram patrocinadas. “Raramente somos pioneiros em uma tarefa”, afirma Jonathan Assayag. Por isso, sempre aprenda com quem já fez. Essa sondagem pode ser feita com as pessoas da companhia em encontros despretensiosos, como um café ou um almoço.