Como acertar no currículo e na entrevista em vídeo

Confira a recomendação de Sofia Esteves, da Cia. de Talentos, para quem vai participar de vídeoconferência ou fazer currículo em forma de vídeo

A tecnologia é uma forte aliada nos processos de seleção para vagas de emprego, que pode ser feita a distância, por videoconferência, além de currículo em forma de vídeo também é bastante utilizada pelos candidatos. Atualmente, as dinâmicas de grupo também acontecem pela internet, eliminando aquela história de dificuldade em chegar na entrevista ou tempo de deslocamento.    

Mas, para o candidato, nem sempre é fácil gravar um vídeo. A primeira recomendação é a autenticidade, com envolvimento ao compartilhar a sua história, afinal, estará dividindo com alguém um momento importante que viveu. A segunda dica é não se preocupar com julgamentos de certo ou errado, pois o envolvimento e dedicação é que darão o tom da narração e tornará a atividade mais prazerosa. Nós, como recrutadores, queremos que o candidato fique o mais confortável possível. 

Tenha em mente que se deve abusar da criatividade no currículo em formato de vídeo. Falamos muito do autoconhecimento na vida profissional e para o candidato essa premissa não é diferente, pois é preciso se conhecer para poder pontuar de que forma vai se destacar. Não crie um personagem, pois as empresas querem saber quem é você de verdade e não demonstre insegurança, pois esse estado de espírito contribui em um desvio de olhar e na fala confusa, o que colabora muito para uma desclassificação. 

Nos vídeos o candidato deve começar contando um pouco dele, da sua trajetória de vida. Ah, não se esqueça de que a conexão e os equipamentos como microfone estejam em pleno funcionamento, além do traje, que deve corresponder a uma imagem positiva do profissional, que reflita a filosofia da empresa e que atenda as exigências do dress code da companhia. Afinal de contas, apesar do vídeo estar sendo feito em casa, prepare-se como se estivesse indo a uma entrevista de emprego. Não se esqueça de citar as informações básicas, como nome, idade, formação e objetivo.

Para construir esse pitch daria como dica planejar o que vai dizer. O ideal é assistir a si mesmo antes de fazer o vídeo oficial. Talvez você perceba alguns tiques, gestos exagerados, repetições de palavras…. Para o seu discurso sugiro contar três desafios e atividades que se orgulhe de ter feito, como algo que entenda que fez a diferença, mesmo sendo parte de um time de trabalho, além da aquisição de conhecimento, que também pode ser com exemplos de coisas que não deram tão certo, mas que através dessa experiência houve um grande aprendizado. Demonstre quais são os interesses de carreira e porque se conectou a um determinado processo seletivo. E por último, as reais expectativas e, caso tenha um portfólio na internet, mostre o site com os créditos embaixo. Cinco minutos são mais do que suficientes! Não é entrevista, é um currículo e precisa ser resumido.