Comece a declaração de Imposto de Renda

A ansiedade na hora de prestar contas à Receita tem cura

São Paulo – Pelo título, você pode acreditar que a revista recebeu um artigo defasado. Porém, escrevo com a consciência do tempo. Está mais do que na hora de começar a pensar na declaração de Imposto de Renda do ano que vem. 

Provavelmente, você acaba de entregar a declaração deste ano e deve estar sentindo um grande alívio, se é que não está preocupado com a possibilidade de cair na malha fina, em mais um teste anual de credibilidade. Se deixar para pensar na próxima declaração somente em 2012, novamente terá uma desagradável experiência de dúvida quanto à totalidade dos papéis reunidos, insegurança quanto à correção das informações prestadas e, principalmente, temor de cair na malha fina. Felizmente, a ansiedade na hora de preencher a declaração do Imposto de Renda tem cura, e o nome dela é planejamento.

Aproveite que as regras da declaração estão frescas em sua cabeça. Compre uma pasta com divisórias e comece a reunir os comprovantes da mesma maneira e ordem que terá de apresentar na próxima declaração. Por exemplo, adote divisórias diferentes para sua educação, educação dos dependentes, comprovantes de reformas feitas no imóvel, comprovantes de despesas médicas e extratos de movimentações dos investimentos.

O ideal seria ter iniciado esse processo desde o início do ano, mas o mês de maio é propício para essa organização, justamente pelo recente contato com as regras de declaração. Conte também com os inúmeros fóruns de dúvidas, perguntas e respostas que estão disponíveis na internet.

O período também é bom para planejar gastos dedutíveis, dos quais só lembramos quando há pouco tempo para aproveitá-los. Entre eles, estão a contribuição para planos de previdência e a doação de até 6% da renda para instituições beneficentes. Se esperar para contratar seu PGBL em dezembro, provavelmente terá pouco tempo para pesquisar e, por isso, tende a contratar planos mais caros e ineficientes. Se esperar a época da próxima declaração para fazer sua doação, descobrirá que o benefício só vale durante o ano anterior, ou terá dificuldades para encontrar uma instituição com a qual crie empatia.

Você perceberá, na próxima declaração, que ter as informações organizadas não só ajuda a ganhar tempo no preenchimento como também nos dá uma grande sensação de segurança. Afinal, declarar a renda e as possíveis deduções nada mais é do que prestar contas ao Leão. Mantenha, portando, suas contas sob controle.