Canhotos ganham menos do que destros, aponta estudo

Pesquisa feita por economista de Harvard indica que salário de canhotos de mães destras é entre 10% e 12% menor do que o de destros

São Paulo – Se você, canhoto, sempre disse aos quatro cantos que fazia parte de um seleto grupo de pessoas mais inteligentes e bem sucedidas, como Albert Einstein e Leonardo da Vinci, um novo estudo veio para contradizê-lo.

É que se a sua mãe não for canhota também, um levantamento mostra que você pode ter algumas desvantagens em relação aos destros. E um salário menor é uma delas.

A descoberta é do economista de Harvard Joshua Goodman e foi publicada no Journal of Economic Perspectives. De acordo com sua pesquisa, canhotos de mães destras têm, em geral, menos habilidades cognitivas e maior tendência a problemas emocionais e comportamentais e a dificuldades de aprendizagem.

O economista explica que o fato de uma pessoa ser destra ou canhota não é algo inteiramente genético. Traumas e estresse durante a gravidez podem ter um papel importante no canhotismo.

E isso pode também explicar porque, segundo Goodman, o salário destes canhotos acaba sendo entre 10% e 12% menor do que o de colegas destros.

Canhotos filhos de mães canhotas não apresentaram as desvantagens listadas pelo pesquisador que analisou cinco bases de dados – três nos Estados Unidos e duas no Reino Unido – com características familiares, salário e desempenho em testes de matemática e leitura de indivíduos.