Câncer de pele

Sua saúde

De todos os tipos de câncer, o de pele é o que tem maior incidência no Brasil.

“É necessário se proteger do sol, prevenindo não só o câncer da pele mas também o envelhecimento precoce”, afirma o dermatologista Iphis Campbell, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Outra forma de evitar o desenvolvimento da doença é o exame periódico da própria pele. Com a simples palpação é possível identificar antecipadamente o câncer de pele ao notar algumas alterações:

  • Crescimento de sinais na pele com aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida.
  • Pinta preta ou castanha que muda cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho.
  • Mancha ou ferida que não cicatriza, ou continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

    ALGUNS CUIDADOS:

  • Quando for tomar sol, lembre-se do filtro solar, o fator de proteção varia de acordo com o tom de pele.
  • Tire a cor de “escritório” gradativamente, não queira se bronzear em um dia.
  • É recomendada a exposição ao sol por períodos curtos, de preferência entre 7 e 11 horas da manhã e após as 16 horas.
  • Não tomar sol no verão após iniciar tratamentos de pele, especialmente para tirar manchas.
  • Usar hidratante depois de exposição ao sol.

    HIPERTENSÃO

    Mais de 70 milhões de pessoas nas Américas podem sofrer de hipertensão arterial sem saber. Esse é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de doenças cardiovasculares, como acidentes vasculares cerebrais ou doença isquêmica do coração, principais causas de morte prematura na maioria dos países. De acordo com especialistas, ao baixar um pouco a pressão arterial reduz-se de 15% a 40% a mortalidade causada por problemas decorrentes da hipertensão

    DIABETES

    Os portadores de diabetes melito, um dos tipos mais freqüentes de diabetes, têm 1,6 vez mais risco de morrer ao sofrer infarto do que os não-diabéticos, de acordo com uma pesquisa realizada no Instituto Nacional de Cardiologia Laranjeiras, do Rio de Janeiro. A diabetes melito atinge hoje cerca de 43 milhões de pessoas.

    IMPOTÊNCIA

    Pesquisadores americanos garantem que impotência e deficiência orgânica sexual são, em grande parte, problemas físicos. A deficiência orgânica sexual poderia ser um sinal de más condições cardiovasculares, depressão, ansiedade ou problemas de próstata. Também pode ser uma advertência de possível ataque de coração.