As 20 universidades que mais miram a internacionalização

Suíça domina pódio de ranking que leva em conta número de alunos e professores estrangeiros, além de parcerias internacionais

São Paulo – É em uma cidade com pouco mais de 120 mil habitantes, na fronteira da Suíça com a França, que está a instituição de ensino superior que menos cede ao bairrismo e foca em parcerias internacionais. 

Considerada a 37ª melhor universidade do mundo em outra lista, a École Polytechnique Fédérale de Lausanne, na Suíça, acaba de ganhar esse título segundo ranking recente do Times Higher Education.

O ranking em que a instituição agora é líder leva em conta número de estudantes e funcionários estrangeiros, além da proporção de pesquisas feitas em parceria com cientistas de outros países. 

No país, este olhar global não é exclusividade da escola. Outras duas instituições suíças também aparecem no pódio: a ETH Zürich e a Universidade de Genebra.

Confira as 20 primeiras colocadas da lista de cem universidades. Em tempo: nenhuma brasileira aparece na lista.

Ranking Instituição Nota de projeção internacional País
1 École Polytechnique Fédérale de Lausanne 98,2 Suíça
2 ETH Zürich 96,7 Suíça
2 Universidade de Genebra 96,7 Suíça
4 Universidade Nacional de Singapura 94,3 Singapura
5 Royal Holloway, Universidade de Londres 92,6 Reino Unido
6 Imperial College London 91,8 Reino Unido
7 Universidade Nacional Australiana 91,4 Austrália
7 Universidade de Innsbruck 91,4 Áustria
9 Universidade de Basileia 91,1 Suíça
9 Universidade Macquarie 91,1 Austrália
11 Universidade Tecnológica de Nanyang 91 Singapura
12 Universidade de Oxford 90,2 Reino Unido
13 University College London 90,2 Reino Unido
14 Universidade de Viena 89,5 Áustria
15 Universidade Maastricht 89,1 Holanda
15 Universidade de Brunel 89,1 Reino Unido
17 Universidade de St Andrews 88,8 Reino Unido
18 The University of Western Australia 88,6 Austrália
19 Queen Mary, Universidade de Londres 88 Reino Unido
20 Universidade de Auckland 88 Nova Zelândia