As 10 profissões com maior escassez de qualificação

Pesquisa aponta que demanda do mercado é maior do que o número de profissionais qualificados como técnicos e engenheiros

São Paulo – Técnicos e engenheiros são as profissões com maior escassez de profissionais capacitados em comparação com a necessidade do mercado no Brasil, segundo pesquisa da ManPowerGroup divulgada nesta quinta-feira (19).

O estudo aponta que um em cada três empregadores do mundo se deparam com diversos problemas na busca por talentos que ocupem os postos em aberto. No Brasil, a falta de profissionais qualificados foi citada mais da metade (57%) dos 876 entrevistados.

Os cargos com maior escassez de talentos de acordo com a pesquisa, são: técnicos em produção, operações, engenharia e manutenção, seguidos por engenheiros e motoristas. Em 2010, as profissões de perfil técnico também eram as de maior incompatibilidade entre a qualificação disponível e o perfil demandado.

A escassez de técnicos não está restrita ao mercado de trabalho brasileiro. A pesquisa da Manpower Group em 39 países e 40 mil empregadores mostra que as profissões de perfil técnico são as com maior falta de profissionais qualificados no mundo, em uma tendência acompanhada há quatro anos.

As profissões com menor número de talentos no mundo são: técnicos, representantes comerciais, produtores artesanais, engenheiros, contadores e profissionais de finanças, gerentes e executivos, assistentes admnistrativos, técnicos de TI, técnicos de operações e motoristas.

 

  Profissões com escassez de talentos
Técnicos
Engenheiros
Motoristas
Operários
Operadores de Produção
Representantes de vendas
Secretárias e Assistentes Administrativos
Trabalhadores de Ofício Manual
Mecânicos
10º Contadores e Profissionais de Finanças