As 10 coisas que mais matam a produtividade no trabalho

Veja quais são as 10 atitudes e situações que mais matam a produtividade no trabalho e saiba como reverter este problema

Em um novo levantamento feito pelo site de empregos CareerBuilder, recrutadores e profissionais de RH revelam quais atitudes e situações mais acabam com a produtividade no trabalho.

A pesquisa ouviu a opinião de 2 175 recrutadores sobre o assunto e foi realizada entre fevereiro e março deste ano. Nela, os empregadores também contam as principais consequências que esse tipo de problema traz. Para 45% deles, tais itens da lista podem comprometer a qualidade das tarefas entregues. Além disso, 30% dos recrutadores afirmam que essas atitudes também podem sobrecarregar outros colegas de trabalho, bem como impactar negativamente a relação entre o funcionário e seu chefe (25%).

Conheça a seguir as 10 atitudes e coisas que podem estar matando a sua produtividade:

Clique para abrir o link no navegador

Soluções

Para reverter esta situação, 3 em cada 4 recrutadores tomaram pelo menos uma medida que impedisse um profissional de procrastinar. Segundo o levantamento, 21% dos entrevistados afirmaram que passaram a cronometrar o tempo de lanche e intervalo no trabalho. Outros 21% também monitoram o uso da internet e dos e-mails, enquanto 16% limitaram o tempo das reuniões. A atitude mais interessante e surpreendente, no entanto, foi a permissão para os profissionais trabalharem remotamente, solução adotada por 13% dos recrutadores.

“Entre a internet, celulares e colegas, há tantos estimulantes no dia a dia do ambiente de trabalho que fica fácil perder o foco”, afirma em nota a diretora de recursos humanos do CareerBuilder, Rosemary Haefner.

Procrastinação saudável

Mas, segundo a chefe de RH, a boa notícia é que tomar pequenos intervalos no trabalho pode ser bom para a produtividade, permitindo que ele retome as energias e descanse a mente para continuar determinada tarefa. Segundo a especialista, existem quatro formas saudáveis de procrastinar:

– Defina o horário de seu intervalo: defina um horário no dia para tirar uma pausa do trabalho, com um tempo limite para ele acabar.

– Fique próxima de pessoas produtivas: estar rodeado de pessoas mais focadas pode inspirar o profissional a se tornar mais produtivo também.

– Publique sua responsabilidade em sua rede social: quem não consegue ficar motivado para terminar determinado projeto pode falar sobre essa responsabilidade no mural do Facebook ou Twitter. De acordo com Haefner, tornar uma tarefa ‘pública’ faz com que o profissional se sinta mais comprometido a terminá-la.

– Simplesmente caminhe: não consegue se concentrar? Caminhe por alguns minuitos. Pesquisas mostram que alguns minutos de exercícios leves podem renovar o cérebro e melhorar a capacidade cognitiva do profissional.