A palavra dormição existe ou não em português?

E o verbo dormitar existe? Dica de português de hoje é especial para quem está com aquela preguiça de começar a semana

Recebi uma dúvida muito interessante:

“Existe a palavra DORMIÇÃO? Procurei no Houaiss e não encontrei o termo.”

DORMIÇÃO tem origem no latim tardio “dormitione” e remete ao sono longo de Maria, depois do qual a mãe de Jesus foi levada ao céu por dois anjos e coroada pelo próprio filho.

No Aulete Digital, vê-se a seguinte definição: “substantivo feminino; ação de dormir; dormida, sono. Tempo que decorreu entre a morte de Nossa Senhora e sua Assunção. F. lat. Dormitio.” Registro idêntico tem o dicionário Priberam Digital.

A nossa Academia Brasileira de Letras também reconhece o termo, expondo-o no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa.

Você conhece o verbo dormitar?

No Dicionário de Regência Verbal, de Celso Pedro Luft, o verbo é classificado como intransitivo ou transitivo direto; significa dormir levemente, cochilar; a sesta, o sono. Vejamos os exemplos:

“Brigava com o sono, dormitando durante a madrugada.”
“Eles dormitavam um sono reconfortante.”

Dormitar é sestear

Dormir a sesta (pronunciando-se abertamente o E) não é “sestar”, mas sim SESTEAR. Como é um verbo finalizado em -EAR tem a conjugação como “estrear, frear, pentear”: no presente do indicativo, uso da letra i; no pretérito perfeito, sem o uso da letra i. Vejamos:

Eu sesteio, tu sesteias, ele sesteia, nós sesteamos, vós sesteais, eles sesteiam.
(Presente do Indicativo)

Eu sesteei, tu sesteaste, ele sesteou, nós sesteamos, vós sesteastes, eles sestearam.
(Pretérito Perfeito do Indicativo)

Um grande abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!

Diogo Arrais
@diogoarrais
Professor de Língua Portuguesa – CPJUR
Autor Gramatical pela Editora Saraiva