8 sugestões para acabar com a burocracia

Olhe para o lado e você verá pessoas que se dão bem num meio burocrático, cheio de regras, papéis e ordens inúteis. É uma maneira de manterem-se ocupadas quando não há trabalho inteligente a fazer.

Mas, claro, você não é um desses. Por isso, deve ser do time do executivo Max Gehringer, colunista da revista EXAME e VOCÊ s.a., e inimigo público da burocracia. Max sempre adotou medidas para descomplicar o trabalho dele e dos outros.

A pedido de VOCÊ s.a., ele enumerou oito sugestões para quem deseja ser melhor que a maldita:

1. Jogue tudo no lixo. Se for importante, quem mandou vai guardar. Se um dia você precisar, é só pedir. Se não for importante, guardar só vai ocupar espaço em arquivos e memórias.

2. Suspenda as cópias. O número de cópias pode se reduzir em quase 80% e a vida continua igualzinha , diz Max. Além do tempo de quem tira e de quem recebe cópias, economiza-se envelopes, malotes, bilhetinhos explicativos e emails. E poupa-se o meio ambiente.

3. Estabeleça regras para os emails. Nenhuma mensagem por e-mail pode ter mais que 20 linhas. Nenhuma mensagem pode ter cópia para . Se alguém mais precisa saber, quem recebeu a mensagem original se encarrega de avisar.

4. Audite os documentos. A maioria não serve para nada prático, além do registro de dados inúteis. A parte que serve para alguma coisa, quase sempre poderia ter metade do tamanho: ou tem vias demais ou assinaturas em excesso.

5. O precioso tempo. Em reuniões e apresentações estabeleça previamente o tempo que cada um vai ter. Numa empresa em que trabalhei, as apresentações eram tão longas que levei um timer para a reunião. Quando ele tocava, o apresentador tinha que parar imediatamente , diz Max.

6. Quem deve receber o quê. Uma vez por mês, coloque na sala todas as pessoas que recebem cópias de alguma coisa e pergunte a cada uma se o que está recebendo é realmente necessário, no todo ou em parte. As respostas serão sempre surpreendentes: a maioria dispensaria mais da metade do que está recebendo.

7. Quebre o desnecessário. Ao receber um memorando ou um e-mail desnecessário, responda: Você não precisava ter escrito isso. Bastava me ligar . Ou então: Esse é um assunto sobre o qual poderíamos ter conversado no corredor, a qualquer hora .

8. Pense antes de assinar um documento. Já que sua assinatura é necessária e importante em um documento, aproveite e pergunte se o documento é realmente importante, ou se não poderia ser juntado a outro. Quem receber essa sua mensagem se dará, no mínimo, ao trabalho de respondê-la. Para responder, terá que pensar. E gente que pensa é o inimigo número 1 da burocracia , diz Max.