7 tipos de perguntas frequentes em entrevistas em inglês

Rosangela Souza, sócia-diretora da Companhia de Idiomas, lista algumas categorias de perguntas comuns em entrevistas em inglês, e dá exemplos de cada caso

* Escrito por Rosangela Souza, fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e da ProfCerto

Se você já fez uma entrevista de emprego em inglês, sabe que precisa dominar três variáveis: 

a) O que vai sentir: calma, agitação, pânico, alegria?
b) Como vai falar: erros de estrutura, pronúncia, velocidade?
c) O que vai falar: ideias, opiniões, raciocínio, criatividade?

Para motivar você a treinar com amigos ou com seu professor, selecionei sete tipos de perguntas, cada um com dois exemplos, para você tentar responder. Em inglês! Vamos a elas:

1. As perguntas que podem desestruturar você

Os selecionadores estão ficando cada vez mais criativos, para que você não tenha respostas prontas. Eles podem perguntar: 

“If you got hired, loved everything in our company, including the salary, what kind of offer from another company would make you leave this job?”

“Tell me about a situation in which you insisted on defending your ethical values, although the atmosphere was not appropriate for this kind of behavior.”

2. Aquelas que buscam a “prova contrária”

Os bons selecionadores não vão deixar você falar apenas sobre o quanto você é sensacional. Eles vão provocar você para contar sobre seus insucessos. Prepare-se treinando responder perguntas como: 

“Tell us about a time when things didn’t go the way you wanted.”

“Tell me a conflict that hasn’t been solved or didn’t have a happy end.”

3. As que revelam sua essência

Alinhamento com a missão, visão e cultura da empresa é fundamental. Então, uma boa entrevista vai checar se você nasceu para trabalhar naquela empresa. Você deverá responder perguntas como:

“When have you been most satisfied in your life?”

“Which is your favorite quote?”

4. As que identificam sua capacidade de contribuir

Pesquise quais são os desafios do segmento onde atua seu futuro empregador, bem como da própria empresa. E se prepare para responder:

“We’re constantly doing more with less here. Tell me about a recent project or problem that you made better, more efficient, faster, or less expensive.”

“What actions and/or innovations would you implement in your team in order to add value and surpass our shareholders’ expectations?”

5. As que mostram o que você valoriza em sua vida

Selecionadores querem saber quais são seus motivadores, ou seja, o que move você para a ação. Dinheiro? Uma causa? Realização de projetos? Não tem “certo” e “errado”, mas eles considerarão você adequado ou não para aquela cultura corporativa.

Por exemplo, se você é motivado pela competição e a empresa quer gente super competitiva, você terá maior probabilidade de ser contratado. Na primeira pergunta abaixo, eles analisarão que recorte fará da própria vida, para saber o que mais valoriza.

“So, what’s your story?”

“What would you do if you won the lottery?”

6. As divertidas (mas profundas)

Às vezes você vai achar que o entrevistador está brincando! Mostre que entendeu o humor da questão (e gostou disso), mas responda com profundidade:

“What song best describes you? Why?”

“What 3 items would you take to a desert island other than food and water?”

7. As que provam que você está alinhado com o futuro

Você pode ter de responder sobre sua participação em processos de crowdsourcing, o que acha da transdisciplinarity para a inovação, ou sobre collaborative economy. Prepare-se também para perguntas como:

“How would people communicate in a perfect world?”

“How do you deal with information load nowadays?”

Agora é encontrar alguém com quem praticar. Seu objetivo é pensar sobre o assunto para falar algo relevante, e no qual você realmente acredite. E também ser corrigido, já que a forma como você fala será considerada por seu entrevistador. 


Rosangela Souza é fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e da ProfCerto. Também é professora de técnicas de comunicação, gestão de pessoas e estratégia no curso de Pós-Graduação ADM da Fundação Getulio Vargas.