6 tendências de educação para o futuro do trabalho

Estudo global da Grupo Cia de Talentos mostra como vai ser o futuro da educação

Você já parou para pensar que o futuro do trabalho não está mais tão distante assim? Se não havia se atentado ainda para isso, então, perceba os movimentos à sua volta. Reparou como a entrada de novas tecnologias e as mudanças nos padrões sociais estão alterando a forma de se trabalhar em diversas áreas?

O futuro do trabalho nos mostra que trabalharemos mais anos e que nossos conhecimentos e habilidades já estarão obsoletos em cerca de cinco anos. Como iremos nos preparar para atuar nesse novo cenário, se grande parte do nosso modelo educacional ainda oferece um percurso formativo distante da nova realidade que se apresenta?

Foi essa pergunta que motivou o time do Grupo Cia de Talentos a realizar um estudo global, entre 2016 e 2017, lançado recentemente, em que levantamos seis tendências para o futuro da educação.

1) Indivíduo S/A: o profissional que você quer ser é o que determinará o caminho a ser percorrido. Esqueça o diploma ou o certificado da pós-graduação. A nova geração de profissionais estará em busca de novas formas de aprendizagem para construir seu próprio conhecimento.

2) Futurabilidades: seremos desafiados constantemente a saber mais e a descobrir respostas que ainda não estão disponíveis em nenhum lugar. Será preciso desenvolver novas habilidades.

3) Aprendizagem non stop: é o momento de admitir que pouco sabemos, que aprender será o único caminho possível para os novos tempos, que algo novo – e incrível – está acontecendo em algum lugar e sempre é tempo de sermos, novamente, aprendizes.

4) Fim das fronteiras: a educação está mais distribuída, colaborativa e compartilhada. Chegou o tempo de romper as fronteiras das salas, é preciso ocupar novos espaços para impactar mais pessoas.

5) Saber coletivo: todo mundo tem algo para ensinar e mais ainda para aprender. Os talentos estão dispersos em cada um de nós, em rede conseguimos unir diversas inteligências para resolver os mais complexos problemas.

6) Alquimistas da aprendizagem: o que não falta é conteúdo e acesso facilitado a ele, porém, o complicador é determinar o que realmente importa sabermos. Tudo está à disposição, mas cada vez é mais difícil escolher. O futuro da educação passa pela curadoria, personalização e facilitação do conteúdo que importa de verdade.

Agora que você já sabe disso, que tal começar a repensar a forma como você encara a sua aprendizagem e buscar novas ferramentas de educação para sua carreira?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s