6 habilidades que o mercado exige e o videogame ensina

Mais do que uma ferramenta de diversão, os videogames trazem vantagens profissionais para os seus jogadores. Confira os benefícios, segundo especialistas

São Paulo – O videogame está entre os ganhos deste Natal? Comemore. Além de um investimento para o seu lazer, você acaba de ganhar uma ótima ferramenta para exercitar seu cérebro e ser um profissional mais bem preparado para o mercado de trabalho.

Isso mesmo, jogar videogame é bom para a carreira. Para se ter uma ideia, uma pesquisa da universidade de Denver revelou que as habilidades dos jogadores de videogame são 14% superiores aos não jogadores e a capacidade de retenção de informações é 9% maior. Foram mais de 6,4 mil estagiários avaliados pelos pesquisadores.

Os quatro especialistas ouvidos por EXAME.com concordam. De acordo com Flora Alves, sócia da SG Soluções e Gestão Empresarial, se bem utilizados, os videogames são uma ferramenta de aprendizagem que pode ser muito bem aproveitada pelas organizações, durante o expediente. “Os videogames devem ser mais do que um momento de descontração porque permitem a aprendizagem de forma mais divertida”, diz.

Confira algumas habilidades estimuladas ao jogar videogame, segundo os especialistas:

1 Criatividade

Ao iniciar um jogo, ninguém consulta um manual para entender regras e jogadas. “O jogo tem uma forma lúdica de permitir ao jogador experimentar situações na base da tentativa e erro”, diz Eline Kullock, especialista em Geração Y. Essa experimentação é um estímulo para a criatividade, de acordo com ela.

2 Pensamento estratégico

Para passar de uma fase a outra de um game geralmente é preciso traçar um plano mental do que fazer. “Tem que planejar como vai chegar à próxima etapa, isso é planejamento estratégico”, lembra Eline.

E, cada vez mais sofisticados, há jogos que apostam em desafios bem complicados e que demandam raciocínio estratégico dos jogadores.

3 Agilidade

A velocidade é uma característica dos tempos (e dos jogos) atuais. Grande parte dos videogames estimula a habilidade de resposta rápida a estímulos. É muito comum a rapidez ser bem recompensada com pontos nos jogos.

“O mundo exige pessoas preparadas para a vida atual que tem como característica a rapidez da transmissão de informações por meio de tablets, smartphones, computadores. Os jogos fazem parte deste contexto”, diz Reinaldo Passadori, CEO do Instituto Passadori.


4 Poder de concentração

“Nos jogos, as pessoas precisam de um nível de concentração elevado”, diz Igor Cozzo, diretor de comunicação da ABTB (Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento). Por isso, um dificilmente um jogador vai tirar os olhos da tela se alguém o interrompe para perguntar alguma coisa. Essa capacidade de manter o foco é uma das regras básicas para ser mais produtivo durante o expediente.

5 Foco em solução de problemas

“Os jogos apresentam um objetivo claro e são pensados de forma a restringir o caminho mais fácil”, diz Flora Alves. Essas restrições para atingir a meta, segundo Flora, naturalmente levam o pensamento ao foco na solução de problemas.

6 Capacidade de trabalho em equipe

Muitos jogos são colaborativos, exigindo interação com outros jogadores tendo em vista o objetivo em comum a ser alcançado. Segundo Passadori, mais uma vantagem que o jogador garante: capacidade de trabalho em equipe.