5 tipos de atitudes tóxicas que muita gente insiste em ter no trabalho

Não arrisque sua carreira com comportamentos no ambiente de trabalho, indica Sofia Esteves, da Cia. de Talentos

Você estuda, se dedica à empresa e, certamente, acredita que seu talento deve ser reconhecido e valorizado, correto? Mas, e se eu te disser que suas habilidades técnicas não são as únicas responsáveis pelo seu futuro profissional?

A forma como você se relaciona, com parceiros de trabalho, clientes e fornecedores é constantemente observada, tanto pelos gestores, como pelos próprios colegas.

“São os passos que fazem o caminho”, já dizia o poeta Mario Quintana – e mesmo que você tenha competência de sobra, se o seu comportamento prejudicar o bem-estar da equipe, ou a imagem da empresa, seus talentos perdem o brilho e ficam por trás de uma imagem de profissional tóxico.

Profissional Tóxico? Como assim?

Uma pesquisa realizada pela Harvard Business School, com 60 mil profissionais, apontou que um colaborador competente economiza à empresa US$ 5 mil. Porém, um profissional competente, mas com comportamentos tóxicos, gera um déficit de US$ 12 mil aos custos da organização.

Conviver com um colega de trabalho tóxico afeta a produtividade, engajamento e permanência no emprego de toda a equipe. Isso gera gastos à empresa com demissões, recrutamentos e treinamentos.

Caso um gestor identifique que você está atrapalhando o rendimento dos seus colegas ou pode afetar a imagem da empresa, pode ser que a sua colocação na empresa seja questionada.

Então, atenção! Confira abaixo uma lista de comportamentos tóxicos que você deve ficar atento:

O Sabe-Tudo: a arrogância atrapalha muito o crescimento profissional, já que impede o aprendizado. O arrogante não escuta, não compartilha seus conhecimentos, resiste às mudanças e trata aos outros com ar de superioridade, afetando as relações.

O Reclamão: nada, nunca, é o bastante para esse perfil. Seu prazer está em encontrar defeitos em tudo e todos e deixar isso claro. Não caia nessa armadilha. Críticas são sempre bem-vindas, mas seja pró-ativo e construa soluções com seus colegas e/ou gestores.

Daqui a pouco eu faço: procrastinação! A maior ladra de carreiras e fortunas do mundo. Se você costuma deixar suas tarefas sempre para a última hora e está sempre atrasado, saiba que você afeta não só a sua produtividade, mas também daqueles que contam com o seu trabalho. Busque compreender por que você está desanimado e como encontrar motivação para produzir melhor.

Pata de Elefante: analise, quando você chega no trabalho, sua presença é sentida com suavidade e alegria, ou bem ao contrário disso? Você costuma cumprimentar seus colegas de trabalho? Pede as coisas com educação? Fala com respeito ou sua comunicação sai de qualquer jeito, afinal você não tem tempo para melindres ? Reveja sua gentileza, ela é essencial para um ambiente de trabalho saudável e na construção da sua reputação.

Tititi: quando alguém pensar em você, como você gostaria de ser lembrado? Como profissional, competente, honesto e dedicado ou como uma revista de fofoca ambulante? Falar de outras pessoas não é legal na sua vida pessoal e muito menos em ambientes de trabalho. Essa postura transmite falta de confiança, imaturidade e riscos à imagem da empresa. Foque no seu valor, no que você tem de bom e pouco a pouco você também verá o que tem de bom nas pessoas ao seu redor.

Anotado? Tenha esses comportamentos no seu radar de auto avaliação a não se esqueça que cabe a você transformar seu ambiente de trabalho em um local agradável e produtivo.

Invista no seu autodesenvolvimento e colha resultados de crescimento profissional e mais harmonia na sua vida pessoal!