2 ideias de planilhas para dar um salto de carreira em 2015

Confira dois modelos de planilha úteis para quem quer gerenciar melhor a carreira e se preparar para subir alguns degraus na carreira já em 2015

São Paulo – Converse com um especialista em carreira e verá que duas palavras chave são essenciais para a ascensão profissional: autoavaliação e planejamento.

Isso porque é preciso primeiro estar com os pés no chão firme para ter o impulso necessário para um grande salto de carreira. Ou seja, saber bem quais as condições atuais do seu ponto de partida, pois é por ele que passa a força propulsora para a subida.

E quanto mais você conseguir sair do plano de abstrações na hora de se autoavaliar e se planejar, melhor. Para isso, lançar mão de planilhas pode ser uma boa alternativa para gerenciar seu presente e começar a desenhar o futuro.

Daniel Pereira, presidente da Luz Planilhas Empresariais, separou dois modelos feitos em Excel que podem servir de inspiração para quem quer se organizar já de olho nas oportunidades que podem surgir em 2015. Baixe a versão demo e confira como elas funcionam:

1. Planilha de Autoavaliação SWOT

Baixe a versão demo gratuita:  Planilha SWOT

Este modelo utiliza a matriz SWOT: sigla em inglês dos termos strengths (forças), weaknesses (fraquezas), opportunities (oportunidades) e threats (ameaças).

Esta análise foi desenvolvida na década de 1960 na Universidade de Stanford e, é um exercício/método utilizado por empresas na formulação de suas estratégias.

Assim o método de gestão empresarial é transposto ao nível individual, como se a sua carreira fosse uma empresa e o seu salário os seus dividendos.

“A ferramenta que ajuda refletir sobre aspectos internos (pontos fortes e fracos) e externos (oportunidades e ameaças). E a planilha dá uma pontuação, usando uma escala”, explica Pereira.

2. Planilha de Planejamento

Baixe a versão demo gratuita: Planilha de Planejamento 

O modelo é indicado para definir e acompanhar a evolução de metas profissionais e pessoais pelos próximos três anos. Também é possível controlar as ações tomadas para atingir cada um dos objetivos estabelecidos, por meio de gráficos.

Por que só três anos? Pereira explica: “é muito difícil planejar a carreira para além disso. Começa a ficar muita suposição”, diz.

O ideal, diz Daniel é que a planilha de planejamento a de autoavaliação sejam usadas de forma complementar. “Primeiro, a pessoa pensa onde ela está neste momento, com a autoavaliação, e então começa a pensar no futuro, com a planilha de planejamento”, recomenda.