Votação sobre exploração do pré-sal pode ficar para quarta

A ideia de iniciar a votação da proposta ainda nesta terça não está de todo descartada

Brasília – A votação do projeto que desobriga a Petrobras a atuar como operadora exclusiva nas explorações do pré-sal sob o regime de partilha pode ficar para a manhã da quarta-feira, diante de obstruções da oposição e da necessidade de realizar uma sessão do Congresso Nacional na noite desta terça, disse o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE).

A ideia de iniciar a votação da proposta ainda nesta terça não está de todo descartada, mas por volta das 16h o líder já admitia a dificuldade de votar a matéria. Antes de votarem o projeto do pré-sal, deputados têm de analisar uma outra proposta com preferência na pauta.

“Como a oposição já anunciou o kit obstrução e às 19h nós temos que encerrar por conta da sessão do Congresso Nacional, então a ideia é que a gente possa tentar adiantar o máximo possível o pré-sal hoje, e se não concluir até às 19h, suspende (a sessão da Câmara) … e retomamos amanhã pela manhã”, disse o líder.

O projeto desobriga a Petrobras de ser a operadora exclusiva em áreas do pré-sal sob regime de partilha, mas prevê que ela terá a preferência para operar blocos sob este regime.

Para a sessão conjunta do Congresso às 19h está prevista a votação de vetos presidenciais e de créditos orçamentários –dentre eles um que concede recursos para o Fundo de Financiamento Estudantil(Fies)–, além de emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017.