Violência contra a mulher

A Lei Maria da Penha, que tipifica e criminaliza a violência contra a mulher, completou dez anos este mês. A lei não impediu o aumento de assassinatos femininos, mas reduziu a velocidade com que vinham crescendo. Antes da Maria da Penha, o número de homicídios crescia 7,6% ao ano, taxa que caiu para 2,5% ao ano depois de 2006. Segundo relatório divulgado pela ONU, o Brasil é o quinto país que mais mata mulheres no mundo, com 4,8 sendo assassinadas, por ano, a cada 100.000 habitantes. De acordo com o Mapa da Violência 2015, foram 4.762 mulheres mortas em 2013 e metade dos crimes teriam sido cometidos por familiares. Em março de 2015, a Lei do Feminicídio classificou como hedionda a morte de mulheres decorrente de gênero, mais uma tentativa legal para garantir a segurança da mulher. Abaixo, o panorama da violência de gênero no Brasil.