Veja como assistir ao discurso de Bolsonaro em Davos nesta terça

Marcado para começar às 12h30 (horário de Brasília), sua fala será transmitida ao vivo no site do Fórum Econômico Mundial

São Paulo — Pela primeira vez em quase meio século de história, o Fórum Econômico Mundial escolheu um presidente latino-americano para abrir a sessão de abertura do encontro que acontece anualmente, em Davos, na Suíça, desde 1971.

Jair Bolsonaro discursa nesta terça-feira (22) para uma plateia internacional curiosa para conhecer o novo chefe da maior economia da América Latina.

A ausência de líderes internacionais importantes, como Donald Trump, dos EUA, e Xi Jinping, da China, faz com que o presidente brasileiro se torne uma das presenças mais aguardadas.

Marcado para começar às 12h30 (horário de Brasília), seu discurso será transmitida ao vivo no site do Fórum, pelo link abaixo.

Em entrevista assim que pousou em Davos, nesta segunda-feira (21), Bolsonaro afirmou que seu discurso será “curto” e “passou por vários ministros” e que vai abordar a necessidade de se fazer comércio “sem viés ideológico”.

Agenda de Bolsonaro

Até a próxima quinta-feira (24), quando volta para o Brasil, a agenda de Bolsonaro no Fórum incluirá também discussões sobre a crise na Venezuela e a “globalização 4.0”, tema oficial do evento.

A agenda do presidente prevê, logo antes do seu discurso, uma breve reunião privada de 15 minutos com o professor Klaus Schwab, fundador do Fórum Econômico Mundial

Após seu discurso, Bolsonaro segue para uma reunião do Conselho Internacional de Negócios, além de um jantar oferecido por Schwab.

Na quarta-feira (23), ele participa de um almoço com o tema “O futuro do Brasil”, seguido por um diálogo diplomático que debaterá uma resposta global à crise humanitária vivida pela Venezuela.

Um jantar com chefes de Estado de países latino-americanos encerra a participação do presidente no evento.

Na quinta-feira, o presidente deve participar de um almoço com o tema “O Mundo na Era da Globalização 4.0″.

Agenda dos ministros

Além de Bolsonaro, também participam de Davos o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Por enquanto, a agenda de Guedes está disponível apenas para esta terça-feira. Seus compromissos serão divulgados dia a dia.

Às 7h (horário de Brasília), ele tem um encontro com o presidente do Conselho da Lyondell Basell, Jacques Algrain.

Em seguida, estão agendas encontros com os presidentes do Internacional Chamber of Commerce (7h45) e o presidente da Iberdrola, José Ignácio Sánches Galán (8h).

Após a agenda da manhã, ele participa do almoço organizado pelo banco Itaú Private. Depois, terá encontro com o presidente-executivo do Canadá Pension Plan, Mark Machin.

Às 12h15, o ministro se reúne com o fundador do Fórum, Klaus Schwab, junto com Bolsonaro e em seguida acompanha o discurso do presidente na sessão plenária no principal auditório do evento.

Às 14h15, a agenda prevê participação de Guedes em encontro do Conselho Internacional de Negócios. O dia termina com reunião com o ministro da Economia de Israel, Eli Cohen, e a participação — que ainda precisa ser confirmada — no jantar anual da gestora BlackRock.

Já Sérgio Moro acompanha, já nesta terça-feira (22), o painel interativo “Restaurando a Confiança e a Integridade”.

Na quarta-feira (23), o ministro participa de almoço sobre “O futuro do Brasil” e, em seguida, das discussões sobre combate à corrupção no “PACI – Vanguard Meeting”. O ministro também estará no painel “Crime Globalizado” na quinta-feira (24), às 11h30.

A agenda pública de Ernesto Araújo não foi divulgada.