Universitária de 19 anos é queimada viva por namorado em SP

Segundo familiares, a jovem teria sido abusada sexualmente pelo cunhado enquanto estava inconsciente

Uma jovem universitária de 19 anos foi vítima de violência durante um churrasco em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, na última terça-feira, 6.

Isabela Miranda de Oliveira foi agredida pelo namorado e depois jogada em um colchão em chamas, tendo 80% do corpo queimado. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Segundo relatos de familiares, ela teria sido abusada sexualmente pelo cunhado enquanto dormia em um dos quartos da casa se recuperando de uma embriaguez. O namorado teria ido até o quarto quando flagrou a cena. Achando que o ato era consensual, espancou Isabela e em seguida, ateou fogo.

A Polícia investiga o caso como adultério e abuso sexual, já que não confirma a versão apresentada pelos familiares da vítima.

As testemunhas que estavam presentes no local do crime afirmam que o homem suspeito de estupro também teria sido agredido pelo namorado da vítima. Em depoimento, ele teria afirmado que não se recordava de nada e não saberia explicar por que estava sem roupas na cama com Isabela.

Willian Felipe Alves, namorado da universitária, foi preso em flagrante e responderá por tentativa de feminicídio.

Repercussão

Internautas se indignaram com a forma como o caso foi noticiado pela Record TV, remetendo à vitima a responsabilidade pelo ocorrido.

A matéria, que foi veiculada com o título: “Jovem tem 80% do corpo queimado após ser flagrada na cama com o cunhado”, foi compartilhada em post do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), que criticou a postura da TV.