TST tem 2 votos a favor dos trabalhadores e 4 a favor da Petrobras

Votação será com 26 ministros e será decidida por maioria simples. Ou seja, seriam necessários 14 votos para determinar resultado, caso quórum seja mantido

O julgamento da maior ação trabalhista da Petrobras no plenário do Tribunal Superior do Trabalho (TST) já conta com seis votos, sendo quatro votos a favor da empresa e dois votos pela tese dos trabalhadores. A votação será com os 26 ministros do plenário e será decidida por maioria simples. Ou seja, seriam necessários 14 votos para determinar o resultado, caso seja mantido o atual quórum.

Até 16h50, votaram a favor dos trabalhadores os ministros Alberto Bresciani e Mauricio Godinho Delgado.

A favor da empresa, votaram Maria de Assis Calsing, Guilherme Augusto Caputo Bastos, Dora Maria da Costa e Márcio Eurico Vitral Amaro.